Fundo de População da ONU participa de conferência na Indonésia sobre Cooperação Sul-Sul

A conquista da Agenda 2030 exige uma análise cuidadosa da dinâmica populacional e das tendências de planejamento, implementação e monitoramento das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Com essa perspectiva, acontece até quinta-feira (20), em Bali, na Indonésia, a Conferência Interinstitucional sobre Cooperação Sul-Sul e Triangular.

O evento é focado em questões de população e planejamento familiar. A reunião é preparatória para Conferência das Nações Unidas de Alto Nível da Cooperação Sul-Sul, em Buenos Aires, Argentina (BAPA + 40), que acontece em março de 2019.

Foto: UNFPA Brasil/Fernando Ribeiro

Foto: UNFPA Brasil/Fernando Ribeiro

A conquista da Agenda 2030 exige uma análise cuidadosa da dinâmica populacional e das tendências de planejamento, implementação e monitoramento das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Com essa perspectiva, acontece até quinta-feira (20), em Bali, na Indonésia, a Conferência Interinstitucional sobre Cooperação Sul-Sul e Triangular.

O evento é focado em questões de população e planejamento familiar. A reunião é preparatória para Conferência das Nações Unidas de Alto Nível da Cooperação Sul-Sul, em Buenos Aires, Argentina (BAPA + 40), que acontece em março de 2019.

Considerando o grande número de iniciativas dos países na área de população e desenvolvimento e planejamento familiar, documentar e compartilhar as melhores práticas facilita uma abordagem mais coordenada e eficiente para alcançar o Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), disse o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Com o tema “Cooperação Sul-Sul e Triangular: Questões emergentes em População e Desenvolvimento influenciando a Agenda 2030”, a conferência tem como objetivo discutir temas de relevância para a Agenda, como envelhecimento e baixa fecundidade, dividendo demográfico, juventude, paz e segurança, e os censos populacionais de 2020.

Para Vinícius Monteiro, assessor para população e desenvolvimento no UNFPA no Brasil, é fundamental compartilhar lições aprendidas e boas práticas entre os países em desenvolvimento do Sul global sobre essas questões, levando à busca de melhores soluções.

“O compartilhamento de experiências e boas práticas entre países em desenvolvimento é fundamental para o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Especialmente para lidar com questões populacionais, a Cooperação Sul-Sul é fundamental, uma vez que vários países do Sul global estão passando por processos muito semelhantes e, nesse sentido, as soluções precisam ser compartilhadas”, afirmou.

Durante o evento, o UNFPA Brasil apresentará, em conjunto com parceiros, projeto de capacitação de institutos de estatística de países africanos para atuarem como polos multiplicadores da metodologia de coleta eletrônica de dados para a realização de censos e pesquisas.

Cinco sessões técnicas serão organizadas durante a conferência: Baixa Fecundidade e Envelhecimento; Dividendo Demográfico e Juventude; Saúde Sexual e Reprodutiva; Programação Humanitária; e Dados Populacionais.

As atividades incluem painéis de discussão, conferência de imprensa, exposições de cartazes, estandes, reuniões bilaterais e o desenvolvimento da Declaração de Bali, que alimentará a próxima BAPA + 40.