Fundo de População da ONU conhece ações na Bahia para jovens LGBTI

O representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Jaime Nadal, conheceu na segunda-feira (27) o trabalho desenvolvido pelo governo da Bahia e municípios junto a jovens, mulheres e público LGBTI, entre outras ações voltadas para o desenvolvimento sustentável.

Nadal apresentou o trabalho realizado pela agência e visitou iniciativas do governo baiano, como o Casarão da Diversidade, um espaço que oferece serviços e ações para a população LGBTI. O UNFPA se colocou à disposição para apoio técnico futuro, principalmente em relação à produção de dados sobre juventude e ações voltadas para a área.

O UNFPA é o órgão da ONU responsável por promover ações para que toda gravidez seja desejada, todos os partos sejam seguros e todos os jovens possam alcançar plenamente seu potencial.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Jaime Nadal, conheceu na segunda-feira (27) o trabalho desenvolvido pelo governo da Bahia e municípios junto a jovens, mulheres e público LGBTI, entre outras ações voltadas para o desenvolvimento sustentável.

Ele foi recebido pelo secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, e pela secretária municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude de Salvador, Rogéria Santos.

O UNFPA é o órgão da ONU responsável por promover ações para que toda gravidez seja desejada, todos os partos sejam seguros e todos os jovens possam alcançar plenamente seu potencial.

Nadal apresentou o trabalho realizado pela agência e mencionou iniciativas do governo baiano, como o Casarão da Diversidade, um espaço que oferece serviços e ações para a população LGBTI. O UNFPA se colocou à disposição para apoio técnico futuro, principalmente em relação à produção de dados sobre juventude e ações voltadas para a área.

“O encontro foi para compartilharmos as nossas atividades e restabelecermos contato. Essa será uma parceria muito importante, que sem dúvida irá beneficiar os baianos”, avaliou o secretário Carlos Martins.

Edital ELA Decide

Grupos formais e informais de mulheres de base comunitária na Bahia, com experiência de atuação por pelo menos um ano e projetos coordenados por mulheres, podem se inscrever no Edital ELA Decide, que vai apoiar ações de formação e informação em saúde sexual e reprodutiva no estado.

A iniciativa, que faz parte da Aliança pela Saúde e Pelos Direitos Sexuais e Reprodutivos no Brasil, apoiará até oito projetos focados na qualificação da demanda da população por serviços e informações em saúde sexual, reprodutiva e direitos.

Os grupos poderão receber até 31.808,75 reais de aporte. As propostas podem ser enviadas até 24 de junho. O edital está disponível no endereço: www.fundosocialelas.org/eladecide/edital_ela_decide.pdf.