Fundo de emergência da ONU investe mais 1,5 milhão de dólares no combate ao cólera no Haiti

Reforço acontece no início da temporada de furacões e tempestades tropicais, que tende a espalhar doença. Epidemia matou mais de 8,1 mil pessoas e contaminou 660 mil desde outubro de 2010.

Haitianos recebem tabletes para purificação de água. Foto: MINUSTAH/Logan Abassi

O fundo de emergência das Nações Unidas vai doar mais 1,5 milhão de dólares ao Haiti para ajudar no combate ao cólera, elevando para 4 milhões de dólares o financiamento deste ano. O reforço se dá no início da temporada de de furacões e tempestades tropicais, que tende a aumentar a contaminação.

O cólera matou mais de 8,1 mil pessoas e contaminou mais de 660 mil desde o começo da epidemia em outubro de 2010.

Segundo o Escritório da ONU de Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA), a falta de financiamento diminuiu drasticamente a capacidade de resposta ao cólera no Haiti. O número de organizações humanitárias envolvidas no combate contra a doença caiu de 107 em 2012 para 43 agora e há uma grande lacuna na cobertura da região norte do país, onde a maioria dos novos casos é contabilizada.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) anunciou recentemente que também vai doar 1 milhão de dólares para o combate ao cólera. No entanto, mais recursos são necessários já que dos 34,5 milhões de dólares requeridos pelas organizações humanitárias em 2013, somente 5,7 milhões foram recebidos até agora.