Fundo da ONU seleciona projetos pelo fim da violência contra mulheres; prazo é dia 4 de maio

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Serão financiados projetos de 50 mil dólares até 1 milhão de dólares, com prazo de desenvolvimento de iniciativas no período de dois a três anos. A chamada completa para apresentação das propostas de projetos, critérios, elegibilidades, requisitos e diretrizes de aplicação estão disponíveis em http://grants.unwomen.org

Painel produzido pela artista VR (Vanessa Rosa) com o tema Violência contra as Mulheres para a exposição itinerante 'Pequim+20 em Graffiti'. Foto: ONU Mulheres/Flávio Sandoval

Painel produzido pela artista VR (Vanessa Rosa) com o tema Violência contra as Mulheres para a exposição itinerante ‘Pequim+20 em Graffiti’. Foto: ONU Mulheres/Flávio Sandoval

O Fundo Fiduciário das Nações Unidas de Apoio a Ações pelo Fim da Violência contra as Mulheres está com seleção de projetos aberta até 4 de maio de 2016. Poderão participar governos e organizações da sociedade civil. Será dada atenção especial a propostas de iniciativas voltadas aos direitos das mulheres, fortalecimento de liderança das mulheres e organizações de pequeno porte, entre elas as de juventude, e aquelas em condições de atender mulheres e meninas em comunidades.

Serão financiados projetos de 50 mil dólares até 1 milhão de dólares, com prazo de desenvolvimento de iniciativas no período de dois a três anos. A chamada completa para apresentação das propostas de projetos, critérios, elegibilidades, requisitos e diretrizes de aplicação estão disponíveis em http://grants.unwomen.org

O Fundo Fiduciário da ONU defende que as instituições financiadas tenham, no mínimo, 50% de mulheres em posição de liderança e leva em consideração a composição de gênero entre os níveis de gestão, direção e conselho da requerente. Tais instituições devem ter em seus quadros grupos discriminados, a exemplo de mulheres e jovens com deficiência, representações étnico-raciais, indígenas, LGBT, refugiados e pessoas deslocadas e idosas.


Mais notícias de:

Comente

comentários