Funcionários da OPAS adotam teletrabalho para apoiar resposta brasileira à COVID-19

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil disse estar preparada para continuar cooperando com as autoridades nacionais no enfrentamento à COVID-19, respeitando as medidas de isolamento social.

No dia 13 de março, o Plano de Continuidade de Operações da OPAS/OMS no Brasil (BCP – sigla em inglês) foi acionado para permitir que as funções, procedimentos corporativos e a capacidade da Organização de prestar a cooperação técnica estejam garantidos a fim de responder à situação de emergência.

Pesquisas estão em andamento no mundo todo para encontrar uma vacina contra a doença provocada pelo novo coronavírus. Foto: Loey Felipe/UN Photo

Pesquisas estão em andamento no mundo todo para encontrar uma vacina contra a doença provocada pelo novo coronavírus. Foto: Loey Felipe/UN Photo

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil disse estar preparada para continuar cooperando com as autoridades nacionais no enfrentamento à COVID-19, respeitando as medidas de isolamento social.

No dia 13 de março, o Plano de Continuidade de Operações da OPAS/OMS no Brasil (BCP – sigla em inglês) foi acionado para permitir que as funções, procedimentos corporativos e a capacidade da Organização de prestar a cooperação técnica estejam garantidos a fim de responder à situação de emergência.

Associada à ativação do Plano, foi realizada uma pesquisa que envolveu todos os funcionários, buscando atualizar o estado de preparação para a implementação do trabalho a distância. As respostas permitiram identificar necessidades de cada um dos membros das equipes da OPAS/OMS para essa modalidade de trabalho.

Três grupos-piloto para o trabalho a distância foram definidos e os testes foram realizados nos dias 19, 20 e 23 de março. Cada grupo encaminhou um retorno da experiência, permitindo concluir que é possível implementar essa modalidade de trabalho de forma a manter o padrão de resposta à cooperação técnica.

Com base no questionário e nos pilotos realizados, as equipes administrativas de recursos humanos, compras e tecnologia de informação (TI) oportunamente providenciaram equipamentos, softwares e orientações de forma a possibilitar a todos trabalhar a distância.

Destacam-se como instrumentos produzidos e divulgados para facilitar a adaptação a essa situação o “Guia para o trabalho em casa”, com informações relevantes sobre a nova relação de trabalho no ambiente familiar, boletins internos com temas técnicos relacionados à COVID19, alertas sobre notícias falsas, canais de registro de experiências pela intranet, ergonomia para trabalho a distância, entre outros.

Seguindo as orientações do BCP, no dia 23 de março, foi designado o grupo de trabalho presencial para manejo da emergência COVID-19 e a lista de pessoal que daria continuidade ao trabalho a distância, com o objetivo de orientar os esforços estratégicos, técnicos e operacionais de colaboração com o Brasil e com os demais parceiros para responder as necessidades e demandas do país.

Desde o dia 24 de março, a OPAS/OMS vem implementando o trabalho a distância. Nas próximas semanas, serão contadas vivências, sugestões e dicas dos funcionários sobre como manter o desempenho e a qualidade de seu trabalho.