Fridays for Future recebe prêmio Campeões da Terra da ONU por demandar ação climática

O Fridays for Future, um movimento dinâmico de estudantes do mundo todo inspirado pela ativista sueca Greta Thunberg, recebeu o prêmio Campeões da Terra 2019, a maior homenagem ambiental das Nações Unidas. A ONU Meio Ambiente reconheceu a iniciativa na categoria “Inspiração e Ação”.

O movimento começou depois que Greta Thunberg protestou em frente ao parlamento sueco por três semanas em 2018 para chamar a atenção para a emergência climática. Inspirados por seu exemplo, outros estudantes de todo o mundo começaram a organizar seus próprios protestos.

O movimento começou depois que Thunberg protestou em frente ao parlamento sueco por três semanas em 2018 para chamar a atenção para a emergência climática. Foto: ONU Meio Ambiente

O movimento começou depois que Thunberg protestou em frente ao parlamento sueco por três semanas em 2018 para chamar a atenção para a emergência climática. Foto: ONU Meio Ambiente

O Fridays for Future, um movimento dinâmico de estudantes do mundo todo inspirado pela ativista sueca Greta Thunberg, recebeu o prêmio Campeões da Terra 2019, a maior homenagem ambiental das Nações Unidas. A ONU Meio Ambiente reconheceu a iniciativa na categoria “Inspiração e Ação”.

O movimento foi homenageado por energizar a discussão global sobre mudanças climáticas em um momento em que a janela de oportunidade para evitar os piores efeitos do aumento da temperatura está se fechando rapidamente. Milhões de ativistas engajados aderiram para insistir que suas vozes fossem ouvidas.

Toda sexta-feira, estudantes em todo o mundo saem às ruas para exigir que políticos façam mais para reconhecer e agir de acordo com a realidade e a gravidade das mudanças climáticas. Essas marchas regulares atraíram mais de 1 milhão de jovens em mais de 100 países.

“O movimento Fridays for Future trouxe paixão, esperança e urgência aos nossos esforços para combater os piores efeitos das mudanças climáticas. Esses jovens são uma inspiração e vozes líderes que nos lembram que o que fizermos ou deixarmos de fazer hoje terá consequências para o futuro”, afirmou Inger Andersen, diretora-executiva da ONU Meio Ambiente.

“Eles e elas entendem que estamos correndo contra o tempo. O movimento deve inspirar todas as pessoas a fazer o possível para enfrentar a emergência climática – nós os ignoramos por nossa conta e risco”, disse ela.

O movimento começou depois que Thunberg protestou em frente ao parlamento sueco por três semanas em 2018 para chamar a atenção para a emergência climática. Inspirados por seu exemplo, outros estudantes de todo o mundo começaram a organizar seus próprios protestos.

Thunberg participou da Cúpula de Ação Climática do secretário-geral da ONU, António Guterres, em Nova Iorque, na segunda-feira (23), depois de atravessar o Atlântico em um barco neutro em carbono para evitar viagens aéreas. Ela recebe o prêmio em nome do Fridays for Future durante cerimônia em Nova Iorque nesta quinta-feira (26).

A paixão e a energia exibidas pelo movimento Fridays for Future oferecem esperança de que os líderes globais possam ser persuadidos a agir para reduzir as emissões de carbono dentro de 12 anos e manter o aumento da temperatura média global bem abaixo de 2°C e, conforme recomendado pela ciência mais recente, a até 1,5°C acima dos níveis pré-industriais.

“Estou muito feliz que o Fridays for Future tenha recebido este prêmio, que presta homenagem aos milhões de estudantes e jovens que estão exigindo ação climática imediata e que ouçamos a ciência unânime”, disse Thunberg.

“Estamos em um momento crítico e não podemos ficar calados. Nossas lideranças devem agir agora para limitar os piores efeitos da crise climática. Continuaremos exigindo ações, porque a alternativa é aceitar o inaceitável.”

Em junho, o movimento e Greta Thunberg foram homenageadas com o Embaixador da Consciência da Anistia Internacional, que premia pessoas que demonstraram liderança e coragem únicas na defesa dos direitos humanos.

Campeões da Terra é o principal prêmio ambiental global da ONU. Foi criado pela ONU Meio Ambiente em 2005 para celebrar figuras de destaque cujas ações tiveram um impacto transformador positivo no meio ambiente. De líderes mundiais a defensores ambientais e inventores de tecnologia, os prêmios reconhecem pioneiros que estão trabalhando para proteger nosso planeta para a próxima geração.

Fridays for Future é um dos cinco vencedores deste ano. As outras categorias são Liderança de políticas, Visão Empreendedora e Ciência e Inovação. Os demais vencedores de 2019 também serão homenageados na cerimônia de gala desta quinta-feira (26), durante a 74ª Assembleia Geral da ONU. Também receberão homenagens sete pioneiros e pioneiras ambientais entre 18 e 30 anos, que levarão para casa o cobiçado prêmio Jovens Campeões da Terra.

Os vencedores anteriores do prêmio Campeões da Terra por “Inspiração e Ação” incluem Afroz Shah, um advogado indiano que organizou o maior projeto de limpeza de praias do mundo em Mumbai (2016), a unidade anti-caça furtiva Black Mamba da África do Sul (2015) e Martha Isabel Ruiz Corzo, ativista de conservação comunitária do México (2013).

NOTAS AOS EDITORES

Sobre o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente é a voz global líder para questões ambientais. O PNUMA fornece liderança e incentiva parcerias no cuidado com o meio ambiente, inspirando, informando e permitindo que nações e povos melhorem sua qualidade de vida sem comprometer a das gerações futuras.

Sobre o Weibo

O prêmio Campeões da Terra é organizado em parceria com o Weibo – o principal veículo de mídia social da China para as pessoas criarem, compartilharem e descobrirem conteúdo online. Weibo tem mais de 486 milhões de usuários ativos mensais.

Sobre o prêmio Campeões da Terra

O prêmio anual Campeões da Terra é concedido a líderes destacados do governo, da sociedade civil e do setor privado cujas ações tiveram um impacto positivo no meio ambiente. Desde 2005, o Campeões da Terra reconhece 88 ganhadores, variando de líderes mundiais a inventores de tecnologia.