Fóruns discutem redução das desigualdades entre crianças e adolescentes

Os encontros das Comissões da Plataforma dos Centros Urbanos, iniciativa do UNICEF e da Prefeitura do Rio de Janeiro, discutirão desafios e iniciativas bem-sucedidas nas áreas de saúde, educação, assistência social e cultura.

Foto: UNICEF Brasil/Cavadas

Foto: UNICEF Brasil/Cavadas

Como reduzir as desigualdades que afetam crianças e adolescentes que vivem na periferia do Rio de Janeiro? A discussão será feita nos dias 28 e 30 de junho e 2 de julho pelas Comissões Intersetoriais da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU), grupos que atuam há um ano em Madureira, Acari, Vila Kennedy e Vila Aliança. Os Fóruns são uma iniciativa do UNICEF e da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Cerca de 150 pessoas participam em cada Fórum, quando serão compartilhados os desafios e as iniciativas desenvolvidas junto a profissionais e gestores de saúde, educação, assistência social, cultura, jovens e lideranças locais. “É com os serviços, lá na ponta, que a desigualdade poderá ser enfrentada. São esses profissionais, presentes dia a dia na comunidade, que conhecem as demandas. Precisamos ouvi-los, valorizá-los e incentivá-los a ser parte da mudança”, afirma Luciana Phebo, coordenadora do escritório do UNICEF no Rio de Janeiro e coordenadora nacional da Plataforma dos Centros Urbanos.

A Plataforma dos Centros Urbanos é uma contribuição do UNICEF, das prefeituras de oito capitais brasileiras e dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente para reduzir as desigualdades que afetam a vida de crianças e adolescentes. O objetivo é garantir maior e melhor acesso à educação de qualidade, saúde, proteção e oportunidades de participação. Além do Rio de Janeiro, participam do projeto Belém, Fortaleza, Maceió, Manaus, Salvador, São Luís e São Paulo.

A iniciativa conta com a aliança da Fundação Itaú Social e da MSC Cruzeiros, além da parceria do Instituto Paulo Montenegro e do Centro de Promoção da Saúde (Cedaps). No Rio de Janeiro, a mobilização de adolescentes da Plataforma é realizada em parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS). Saiba todas as informações clicando aqui.