Fortalecimento da mulher é tema central no Conselho Econômico e Social

Segmento de alto nível do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) foi aberto nesta segunda-feira (28) com palestrantes chamando a atenção para que mulheres e meninas sejam colocadas no centro das discussões sobre os esforços por atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Presidente do Conselho Econômico e Social, Hamidon Ali. Foto: ONUO segmento anual de alto nível do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) foi aberto nesta segunda-feira (28) com palestrantes chamando a atenção para que mulheres e meninas sejam colocadas no centro das discussões sobre os esforços para atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

O foco deste ano “permite fortalecer as relações entre igualdade de gêneros, direitos humanos das mulheres e não-discriminação como bases para o progresso no desenvolvimento de objetivos, incluindo os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio”, disse o presidente do ECOSOC, Hamidon Ali, referindo-se aos oito Objetivos que os líderes globais se comprometeram a tentar cumprir até 2015.

Na abertura do encontro, realizado em Nova York, Ali disse que apesar do terceiro objetivo ser exatamente fortalecer as mulheres, “todos os ODMs dependem do fortalecimento da voz das mulheres no seu próprio desenvolvimento”. O presidente também apontou a necessidade de maior cooperação para dar um fim à violência contra as mulheres e meninas, além de fortalecer as mulheres que moram em áreas rurais para reduzir a pobreza e a fome.

Participantes do segmento anual de alto nível do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas. Foto: ONU

Participantes do segmento anual de alto nível do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas. Foto: ONU

Já o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse aos ministros em seu discurso de abertura que “até que as mulheres e meninas sejam libertadas da pobreza e da injustiça, todos os nossos objetivos – paz, segurança, desenvolvimento sustentável – estão em perigo”. Ban Ki-moon observou que este ano é “crucial para as questões de gênero”, com o 15º aniversário da Declaração de Pequim e Plataforma de Ação – que continua sendo a estratégia política mais global e abrangente para que o objetivo da igualdade entre os gêneros seja atingido.

Além da revisão ministerial anual, o segmento de alto nível do ECOSOC terá uma sessão titular que visa reforçar as parcerias globais para o desenvolvimento. O resultado final dos debates desta semana será uma declaração “curta e orientada para a ação” que poderá ser entendida pelas pessoas na rua, afirmou Hamidon Ali.