FIDA abre escritório em Brasília com revisão de estratégia para o país

Foto: Programa Semear

O Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) abriu escritório em Brasília no dia 16 de outubro, lançando uma agenda de discussão sobre sua estratégia para o país com representantes do governo federal, sociedade civil e agências internacionais.

A inauguração contou com a presença da diretora regional do FIDA para América Latina e  Caribe, Rossana Polastri, da secretária especial adjunta da Secretária Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Yana Dumaresq, e do secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Fernando Schwanke. O novo escritório funciona na Casa da ONU e complementa as atividades da estrutura existente em Salvador (BA), especializada em apoio a projetos. O FIDA investe no desenvolvimento rural no Brasil desde os anos 80, por meio de projetos em parceria com os governos federal e estaduais.

O escritório em Brasília também será responsável pelas operações do FIDA no Chile e funcionará como Centro de Conhecimento Sul-Sul e Triangular (CSST) para América Latina e Caribe. Trabalhando em conjunto com outros centros de conhecimento e CSST do FIDA (localizados na China e Etiópia), o escritório desenvolverá estratégias de colaboração entre a região e os países do hemisfério sul.

A diretora regional informou que o Fundo promoverá intercâmbio de informações e experiências, trazendo nova soluções que possam ser facilmente replicadas em outros países. “Em um cenário de transformação rural rápida, Gestão do Conhecimento Cooperação Sul-Sul e Triangular tem um enorme potencial para promover o desenvolvimento rural”, afirmou Rossana Polastri.

Revisão da estratégia – No mesmo dia, o Ministério da Economia e o FIDA realizaram uma revisão parcial do Programa de Oportunidades Estratégicas do país, com base em resultados para o Brasil. O objetivo é identificar correções intermediárias necessárias para garantir que o programa nacional do FIDA apoie de maneira eficaz iniciativas públicas para reduzir a pobreza rural, considerando as prioridades do governo federal.

O diretor do Fundo, Claus Reiner, enfatizou que os resultados dos projetos indicam a relevância do FIDA no Brasil e lembrou que o conjunto de investimentos tem um potencial inexplorado de contribuir com políticas públicas para reduzir a desigualdade e a pobreza rural .

Desde o início de suas operações no país, os projetos apoiados pelo FIDA estão concentrados no semiárido do Nordeste, considerado o maior bolsão de pobreza da América Latina. Já foram financiados 12 projetos de empréstimo no valor de 860 milhões de dólares (incluindo contrapartida) e 26 doações de 40 milhões de dólares, totalizando 900 milhões de dólares.

Atualmente, o Fundo apoia seis projetos de investimento, cinco deles implementados pelos governos estaduais e um pelo governo federal. O portfólio inclui ainda três projetos de doações estratégicas feitos por organizações parceiras, que buscam mobilizar conhecimentos e tecnologias especializadas para fortalecer e aprimorar políticas públicas de desenvolvimento rural, nos níveis nacional e regional.

O FIDA investe na população rural e, ao capacitar essas pessoas, ajuda-as a reduzir a pobreza, aumentar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e fortalece a resiliência, contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 1 – Erradicação da Pobreza – e 2 – Fome Zero e Agricultura Sustentável.

Desde 1978, a agência já destinou 21,5 bilhões de dólares em doações e empréstimos com juros baixos a projetos que atingiram cerca de 491 milhões de pessoas. O FIDA é uma instituição financeira internacional e uma organização especializada das Nações Unidas com sede em Roma, onde está localizado o mecanismo central das Nações Unidas para o setor de alimentos e agricultura.

Informações:
Frederico Lacerda Escritório do FIDA no Brasil
Divisão da América Latina e Caribe
Tel.: 55 71 3038 9277 | Mob. +55 61 99649 9068
f.lacerda@ifad.org