Festival Geração do Amanhã discute no Rio o que podemos fazer hoje por um futuro melhor

Agências da ONU no Brasil apoiam a realização no sábado (14) no Rio de Janeiro (RJ) do Festival Geração do Amanhã. Organizado por TV Globo em parceria com GloboNews e Museu do Amanhã, o evento reflete sobre o futuro do planeta e as ações que podem ser feitas agora para ajudar a construir um mundo melhor.

O festival tem apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), que participa com o “Viva os ODS”, um jogo de tabuleiro para divulgar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) entre as crianças.

Agências da ONU no Brasil apoiam a realização no sábado (14) no Rio de Janeiro (RJ) do Festival Geração do Amanhã. Organizado por TV Globo em parceria com GloboNews e Museu do Amanhã, o evento reflete sobre o futuro do planeta e as ações que podem ser feitas agora para ajudar a construir um mundo melhor.

O festival tem apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), que participa com o “Viva os ODS”, um jogo de tabuleiro para divulgar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) entre as crianças.

Rodas de conversa, palestras, instalações, realidade virtual, esporte, reciclagem e plantio de mudas estão entre as atividades e oficinas realizadas ao longo do dia.

As mesas acontecem a partir das 10h30 no auditório do Museu do Amanhã, abordando temas relacionados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, conjunto de metas a serem alcançadas pelos países nos próximos 11 anos que incluem erradicação da pobreza e combate às mudanças climáticas.

O festival tem como objetivo popularizar os objetivos globais, que também têm metas relacionadas a questões ambientais, de gênero, raça, redução das desigualdades, educação e saúde universais, entre outras.

Na mesa “O planeta está derretendo. E agora?”, o ator Mateus Solano e a jornalista Sonia Bridi se unem a Tasso Azevedo (engenheiro florestal), Amanda Costa (Engajamundo) e Henrique Silveira (Casa Fluminense) para falar sobre água potável, saneamento e aquecimento global. A mediação será de Sônia Bridi.

O futuro do mercado de trabalho é o tema da conversa comandada por Alexandre Roldão e Rafael Coimbra, do programa Hub GloboNews, com Alexandre Pellaes (Exboss) e Ana Carolina Da Hora (Olabi).

Maure Pessanha (Artemisia), Carlos Nobre (Instituto de Estudos Avançados-USP) e Barão di Sarno (Questtonó) falam sobre criatividade, inovação e novos modelos de negócio com Maria Prata e Victor Ferreira, apresentadores do Mundo S/A e Em Movimento, também da GloboNews. Durante as duas mesas promovidas pelo canal, serão gravados podcasts que ficarão disponíveis no site de notícias G1.

À tarde, a comentarista Miriam Leitão, Michele dos Ramos (Instituto Igarapé), Fernanda Campagnucci (Open Knowledge Brasil) e Átila Roque (Ford Foundation) participam de um misto de debate e desafio comandado por Pedro Bial para refletir sobre justiça, paz e instituições eficazes. Como num jogo, eles serão convidados a comentar algumas afirmações (se são verdadeiras, falsas e por quê). A plateia também poderá participar.

A importância da educação pública de qualidade para a redução de desigualdades é o tema da conversa com Ricardo Henriques (Instituto Unibanco), Eliane Ferreira (Escola Municipal Professor Souza Carneiro) e Flávia Rios (Universidade Federal Fluminense, UFF).

O festival também tem o apoio de Gloob, SporTV, Canal OFF, Casa Fluminense, Conservação Internacional, Engajamundo, Instituto Humanize, Instituto Igarapé, Observatório de Favelas, Redes da Maré e SOS Mata Atlântica.

Juntaê itinerante do Gloob é uma das atrações do evento. Foto: Divulgação

Juntaê itinerante do Gloob é uma das atrações do evento. Foto: Divulgação

Oficinas e experiências estimulam mudança de comportamento

Passando da teoria para a prática, o Festival Geração do Amanhã também oferecerá atividades para envolver toda a família na busca por um futuro melhor para todos.

Na área externa do museu, uma escultura em formato de peixe será instalada para estimular a reciclagem. O “peixão” servirá de depósito de tampinhas plásticas com o objetivo de chamar a atenção do público para a poluição dos mares – da acordo com as Nações Unidas, se nada for feito, haverá mais plásticos do que peixes nos oceanos até 2050.

As tampinhas recolhidas serão doadas para o projeto Rodando com Tampinhas, que ajuda a doar cadeiras de rodas. O descarte correto de materiais também será tema de oficina promovida pela equipe do programa “Como Será?” junto com um grupo de catadores que ensinará como separar corretamente o lixo.

Quem quiser vivenciar o impacto de estar na Amazônia, maior floresta tropical do mundo, poderá fazer um tour em realidade virtual guiado pelo indígena Kamanja Panashekung e pelo ator Marcos Palmeira.

As crianças terão uma programação pensada especialmente para elas. O Gloob levará para o evento o “Juntaê Itinerante”, que tem como proposta mostrar como é possível transformar o mundo de maneira divertida, lúdica e com responsabilidade. Elas aprendem o conceito da coletividade, participam do processo de reciclagem do plástico, que no final é transformado em um chaveiro do personagem Juntaê.

Para mostrar que a prática de esportes é importante aliada de quem deseja ter saúde e qualidade de vida, o SporTv promoverá uma disputa de pênaltis. Cada gol marcado será revertido em uma chuteira a ser doada para uma instituição social parceira da TV Globo.

Museu do Amanhã tem exposição sobre comida

Os participantes do festival terão a oportunidade de visitar a exposição “Pratodomundo – Comida para 10 bilhões”, em cartaz no Museu do Amanhã. Ela convida a refletir sobre como alimentar, na década de 2050, uma população de 10 bilhões de pessoas com qualidade nutricional, diversidade de produção e sustentabilidade. A visita será guiada mediante inscrição prévia de quem estiver participando do festival.

A programação do Geração do Amanhã inclui ainda conversas com adultos e crianças sobre igualdade de gênero, no Terreiro de Curiosidades, e bicimáquinas, na lateral externa do museu, em que é possível se exercitar e produzir energia limpa e sustentável ao mesmo tempo.

Nos jardins haverá o plantio de mudas realizado em parceria com SOS Mata Atlântica, com a participação do apresentador Pedro Oliva, do Canal OFF, que atua em projetos socioambientais, além de estar construindo uma floresta com a meta de plantar 1 milhão de  árvores.

A partir das 18h, na Praça Mauá, Vanessa da Matta e Letrux se apresentam em uma edição especial do Estação Rio, projeto da Globo que leva shows gratuitos e de grandes artistas a diferentes bairros e municípios do Rio.

Clique aqui para acessar a programação completa.

Tabuleiro do jogo Viva os ODS. Foto: ONU

Tabuleiro do jogo Viva os ODS. Foto: ONU