Feira apoiada pela ONU recebe inscrições de trabalhos científicos sobre zika e outras arboviroses

Até 14 de julho, pesquisadores, professores, alunos de graduação e pós-graduação podem inscrever trabalhos científicos para participação na Feira de Soluções para a Saúde – Zika — Nordeste. Evento acontece de 8 a 10 de agosto, em Salvador. Objetivo é reunir interessados pelas chamadas arboviroses, como dengue, febre amarela, chikungunya e zika.

Mosquito Aedes aegypti é principal vetor do vírus da dengue, zika e chikungunya. Foto: UNICEF/BRZ/Ueslei Marcelino

Mosquito Aedes aegypti é principal vetor do vírus da dengue, zika e chikungunya. Foto: UNICEF/BRZ/Ueslei Marcelino

Até 14 de julho, pesquisadores, professores, alunos de graduação e pós-graduação podem inscrever trabalhos científicos para participação na Feira de Soluções para a Saúde – Zika — Nordeste. Evento acontece de 8 a 10 de agosto, em Salvador. Objetivo é reunir interessados pelas chamadas arboviroses, como dengue, febre amarela, chikungunya e zika.

Após o encerramento das inscrições, haverá um processo de seleção para definir quais produções serão levadas à Feira. O resultado do processo seletivo será divulgado em 24 de julho.

Trabalhos escolhidos serão incluídos na programação do evento e contarão com um espaço para apresentações orais de até 15 minutos no primeiro dia da Feira. Em 9 de agosto, os autores que tiverem se destacado nessa primeira rodada terão os pôsteres de seus trabalhos exibidos na 1ª Maratona de Desenvolvimento de Soluções Tecnológicas para Enfrentamento da Dengue, Chikungunya, Zika e Síndrome Congênita – Hackathon Zika, uma das atividades da Feira.

Os eixos temáticos para envio dos trabalhos são: Comunicação e Informação sobre Zika (Arboviroses); Políticas Públicas para Zika (Arboviroses); Desenvolvimento e Sociedade: prevenção, soluções e práticas; Promoção da Saúde: tratamento e discussão.

Para se inscrever, é necessário enviar um resumo do trabalho. Faça a inscrição no site http://conferencias.brasilia.fiocruz.br/index.php/feirazika/feirabahia.

Dúvidas podem ser encaminhadas para: colaboratorio@fiocruz.br.

A Feira faz parte da Plataforma de Vigilância de Longo Prazo para Zika Vírus e Microcefalia no âmbito do SUS, um projeto financiado pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Iniciativa tem apoio da ONU Mulheres, do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). O evento em Salvador conta ainda com financiamento da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).


Comente

comentários