FAO e Piauí discutem parceria em políticas de redução da pobreza e da desnutrição infantil

Município de Coronel José Dias, no Piauí. Foto: Flickr (CC)/Otávio Nogueira

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil e o Governo do Piauí estão discutindo parcerias para execução de ações no estado com o apoio da agência da ONU.

Na terça-feira (4), o governador Wellington Dias esteve em audiência com o representante da FAO no país, Rafael Zavala, para tratar de diversos temas, entre eles, um projeto que está em fase avançada de negociação para a execução de atividades na área de piscicultura.

O governador do estado destacou a importância de promover canais para que os pescadores possam comercializar sua produção.

De acordo com o Dias, a presença da FAO Brasil no Piauí vai se somar aos esforços de outras organizações do Sistema ONU, como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICF), que já vêm atuando no estado em políticas voltadas para a qualidade da alimentação com foco nas crianças menores de 7 anos. A agência atua em parceria com os municípios para impulsionar o desenvolvimento e apoiar a agricultura familiar.

Para o representante da FAO no Brasil, as ações no Piauí vão na mesma direção do trabalho que o escritório da Organização vem fazendo para se aproximar dos territórios que mais precisam.

“A FAO Brasil e o valioso estado do Piauí irão trabalhar juntos para fortalecer as políticas públicas estatais para diminuir a pobreza, lutar contra a desnutrição infantil nas zonas rurais e melhorar o IDH”, destacou Zavala.

Segundo o representante da FAO no Brasil, para enfrentar estes desafios, a Organização e o Governo do Piauí promoverão ações conjuntas nas áreas de aquicultura e associativismo; mais oferta de pescado e de proteína de melhor qualidade para as escolas; luta contra a desnutrição infantil e alimentação saudável.