FAO e governo brasileiro promovem curso sobre programas de alimentação escolar

Nas próximas edições, a convocação será estendida a outras nações da região interessados ​​em introduzir melhorias em seus programas de alimentação escolar. Foto: Prefeitura do Rio de Janeiro

O novo currículo “Educação Alimentar e Nutricional vinculada a Programas de Alimentação Escolar”, promovido no âmbito do Programa de Cooperação Internacional entre a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o governo brasileiro, foi lançado no fim de agosto (28).

O curso destinado a profissionais, técnicos e gestores públicos de El Salvador, Honduras, Peru e República Dominicana é orientado para gerar intervenções no ambiente escolar e introduzir melhores hábitos alimentares.

O currículo envolve sessões presenciais em cada um dos países e atividades desenvolvidas por plataforma virtual. Nas próximas edições, a convocação será estendida a outras nações da região interessadas ​​em introduzir melhorias em seus programas de alimentação escolar.

A iniciativa foi desenvolvida para que os participantes realizem estágios nas escolas e em diferentes espaços relacionados à alimentação escolar, a fim de fazer diagnósticos, intervenções e propostas de ações destinadas a incorporar a abordagem da Educação Alimentar e Nutricional (EAN).

Essa nova iniciativa de treinamento faz parte do projeto “Consolidação dos programas de alimentação escolar na América Latina e no Caribe”, que busca continuar os esforços que FAO, governo brasileiro e países parceiros da América Latina e do Caribe realizaram na última década para desenvolver e implementar programas sustentáveis ​​de alimentação escolar em toda a região.

No âmbito da cooperação entre FAO e Brasil, o currículo é o resultado do esforço iniciado em 2011 por meio do curso “Alimentação escolar: desenvolvimento de programas sustentáveis ​​baseados no caso brasileiro”, que teve oito edições, mais de 2,2 mil inscritos em 19 países, concedendo certificados a 1.520 funcionários e gerentes públicos em toda a região.

Para a preparação do diploma, os tutores de El Salvador, Honduras, Peru e República Dominicana participaram de um curso presencial na representação da FAO no Brasil entre os dias 19 e 23 de agosto. Como atividade de campo, visitaram a Escola Classe 08, no bairro de Cruzeiro, em Brasília (DF), para conhecer a execução do programa de alimentação escolar.

Promovido pelo Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da Educação, e com a assistência técnica do Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição Escolar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CECANE/UFRGS), a modalidade virtual desse novo treinamento é implementada pelo Núcleo de Treinamento em Políticas Públicas do Escritório Regional da FAO para a América Latina e o Caribe, que conta com o apoio da Cooperação Espanhola.