FAO debate fome em crises humanitárias na Assembleia Geral

Agência também discutirá nesta semana o papel das mulheres na economia das zonas rurais e a relação entre saúde e alimentação. Atividades da FAO visam alertar a comunidade internacional sobre as diferentes faces da má nutrição — 820 milhões de pessoas sofrem com a falta de comida no mundo, mas outras 650 milhões estão obesas.

José Graziano da Silva, diretor-geral da FAO, vai liderar a delegação da agência na 73ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Foto: FAO

José Graziano da Silva, diretor-geral da FAO, vai liderar a delegação da agência na 73ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Foto: FAO

Nesta semana, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) levará para a Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque, debates sobre fome em situações de guerra e emergências humanitárias. Agência também discutirá o papel das mulheres na economia das zonas rurais e a relação entre saúde e alimentação. Atividades visam alertar a comunidade internacional sobre as diferentes faces da má nutrição — 820 milhões de pessoas sofrem com a falta de comida no mundo, mas outras 650 milhões estão obesas.

Amanhã (25), a FAO lança uma parceria com a União Europeia para aumentar a resiliência de milhões de pessoas que enfrentam crises alimentares severas e, muitas vezes, prolongadas ou recorrentes. (Horário de Brasília — 19h-19h30)

Também nesta terça-feira, a agência da ONU promove o evento Quebrar o Ciclo entre o Conflito e a Fome, organizado pela FAO em conjunto com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e o Programa Mundial de Alimentos (PMA). (Horário de Brasília 19h30-21h)

No mesmo dia, a FAO participa da conferência Governança dos Oceanos e os Estados Insulares em Desenvolvimento da África, Caribe e Pacífico — Catalisando a Economia Azul. (Horário de Brasília 16h-17h30)

Na quarta-feira (26), a FAO e a União Africana realizam o encontro Não deixar ninguém para trás: capacitar mulheres rurais da África para o Fome Zero e a prosperidade compartilhada. (Horário de Brasília 17h-18h30)

Na quinta-feira (27), o organismo da ONU participa da reunião de alto nível sobre a Década da Agricultura Familiar das Nações Unidas, que tem início no próximo ano. (Horário de Brasília 9h15-10h30)

Também nessa data, a FAO estará presente na reunião de alto nível sobre doenças crônicas não transmissíveis. Entre as causas dessas enfermidades, estão problemas de nutrição como a obesidade. (Horário de Brasília 16h-18h)

A delegação da FAO será liderada pelo chefe da instituição, o brasileiro José Graziano da Silva, e pela diretora-geral adjunta de Clima e Recursos Naturais, Maria Helena Semedo. Alguns dos eventos terão transmissão ao vivo pela Web TV da ONU — acompanhe clicando aqui.


Comente

comentários