FAO apresenta campanha Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos em evento online

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) participa na quinta-feira (28) da Feira Agrotecnológica de Tocantins (Agrotins) 2020, na qual apresentará a campanha Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos. Em 2020, a feira completa 20 anos e será 100% online, tendo como tema Cerrado Sustentável.

O objetivo da campanha da FAO é dar visibilidade ao papel das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes em um contexto de crescentes desigualdades estruturais e desafios sociais, econômicos e ambientais.

Mulheres que trabalham no plantio de hortaliças orgânicas no Assentamento Vista Alegre em Quixeramobim, no Ceará. Foto: FAO

Mulheres que trabalham no plantio de hortaliças orgânicas no Assentamento Vista Alegre em Quixeramobim, no Ceará. Foto: FAO

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) participa amanhã da Feira Agrotecnológica de Tocantins (Agrotins) 2020 e apresenta a campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos”. Este ano, em que a feira completa 20 anos, o evento será 100% digital, e terá como tema Cerrado Sustentável.

O objetivo da campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direito 2020-2021” é dar visibilidade ao papel importante das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes, especialmente diante de um complexo contexto de desigualdades estruturais e de desafios sociais, econômicos e ambientais. Diante do impacto da pandemia da COVID-19 na região, os desafios tornaram-se ainda maiores.

A 5ª edição da campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direito 2020-2021” é uma iniciativa conjunta e colaborativa internacional e intersetorial promovida pela FAO na América Latina e no Caribe. No Brasil, o comitê que executa as ações da campanha de maneira conjunta é formado pela FAO, pela ONU Mulheres e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O Representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, apresentará as ações que serão promovidas pela organização no país no âmbito da campanha e a oficial de gênero da FAO para a América Latina e o Caribe, Claudia Brito, apresentará a estratégia em nível regional.

Além disso, estão previstas a participação da Ministra do MAPA, Tereza Cristina; e do Secretário Técnico da Reunião Especializada da Agricultura Familiar (REAF Mercosul), Lautaro Viscay, que também apresentarão as ações da campanha que serão executadas no Brasil e na região.

Mulheres rurais: guardiãs do desenvolvimento sustentável

Faltam apenas 10 anos para que sejam cumpridos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que contêm mais de 30 metas relacionadas à igualdade de gênero.

A campanha deste ano buscar visibilizar o papel crucial que as mulheres rurais desempenham em suas comunidades, como guardiãs de sementes, alimentos tradicionais, água, terra, recursos naturais, sabedoria ancestral, cultura, direitos humanos, entre outros, tornando-as verdadeiras guardiãs do desenvolvimento sustentável.