Exposição reúne trabalhos de artistas refugiados na Zona Portuária do Rio

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Sete refugiados de três países diferentes serão os protagonistas de uma exposição de arte na Antiga Fábrica Bhering, neste sábado (7). A mostra “Tradução Provisória” reunirá pinturas e instalações de sírios, congoleses e colombianos que deixaram seus países para criar uma vida nova no Rio de Janeiro.

Foto: Cáritas RJ

Foto: Cáritas RJ

Sete refugiados de três países diferentes serão os protagonistas de uma exposição de arte na Antiga Fábrica Bhering, neste sábado, 7 de maio. A mostra “Tradução Provisória” reunirá pinturas e instalações de sírios, congoleses e colombianos que deixaram seus países para criar uma vida nova no Rio de Janeiro.

Com curadoria assinada pelo artista e pesquisador Felippe Moraes, a exposição tem como proposta celebrar a capacidade de resistência dos refugiados, dar visibilidade à sua potência artística e pensar o poder da arte em sua expressão política.

Entre os participantes da mostra está o sírio Ali Abdullah, que organizou uma série de imagens, de diversos fotógrafos, retratando a guerra no seu país. O casal de colombianos Leonardo Ruge e Ninibe Forero exibirá uma grande pintura em mosaico inspirada na crise de refugiados no mundo e também uma instalação com o carro no qual vieram da Colômbia até o Brasil, acompanhados dos três filhos.

Os demais participantes serão o chef de cozinha sírio Anas Rjab, que irá mostrar um trabalho feito a partir de ingredientes culinários, a estilista congolesa Claudine Mideda, que exibirá vestidos de moda africana, bem como o escultor Serge Kiala e o ceramista Keto K, também da República Democrática do Congo.

Às 13h, haverá a mesa de debate “Arte como refúgio e refúgio como arte”, com a participação do curador Felippe Moraes, do artista refugiado Leonardo Ruge, da atriz e socióloga Simone Kalil, do fotógrafo de origem palestina Kim Badawi e da coordenadora do Programa de Atendimento a Refugiados da Cáritas RJ, Aline Thuller.

A exposição, que ficará disponível para visitação apenas neste sábado, é realizada num momento em que a cidade do Rio de Janeiro testemunha um aumento progressivo na chegada de refugiados. Segundo estatísticas da Cáritas RJ, houve um crescimento de 82% no número de solicitações de refúgio feitas no Rio de Janeiro em 2015, em comparação com o ano anterior.

Congoleses, sírios e colombianos estão entre as cinco principais nacionalidades dos refugiados que vivem na cidade. Confira todos os detalhes na página do evento (clique aqui). O evento conta com o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Serviço: Exposição “Tradução Provisória”, com artistas refugiados no RJ

Quando: 7 de maio (sábado), das 12h às 20h
Onde: Antiga Fábrica Bhering (Rua Orestes, 28 – Santo Cristo)
Página do evento: www.facebook.com/events/1744747179095437

Para mais informações sobre a exposição, favor entrar em contato com:
Cáritas RJ: comunicacao@caritas-rj.org.br / 2567.4105 (Diogo Felix)

Não é preciso fazer credenciamento.


Mais notícias de:

Comente

comentários