Evento em Salvador abordará acesso a serviços de saúde relacionados ao HIV/AIDS

Estudo desenvolvido em Salvador, no Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, avaliou a proporção de acesso tardio aos serviços de saúde por pessoas que vivem com HIV/aids e observou as dificuldades no acesso aos serviços de referência para HIV/AIDS.

UNAIDSEstudo desenvolvido em Salvador, no Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, avaliou a proporção de acesso tardio aos serviços de saúde por pessoas que vivem com  HIV/AIDS e observou as dificuldades no acesso aos serviços de referência para HIV/AIDS.

Os dados preliminares serão apresentados para gestores dos diversos níveis do Sistema Único de Saúde (União, Estados e Municípios).

Esse estudo é desenvolvido no âmbito da Iniciativa Laços SociAids, uma parceria inovadora entre Agências da ONU, Governo Federal, Governo do Estado da Bahia e Instituições da Sociedade Civil, e que vem sendo implementada desde 2008, mobilizando esforços de diversos atores no fortalecimento da resposta à epidemia de Aids no estado. O estudo contou com o apoio do UNAIDS, da ONU Mulheres, do Departamento Nacional de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde e da Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado da Bahia.

O acesso tardio é hoje uma das principais preocupações na luta contra a epidemia de Aids. Tem impacto no curso clínico da infecção, na efetividade do tratamento, na qualidade de vida dos pacientes, no risco de morte e nos custos para o sistema de saúde. Salvador apresenta alguns índices preocupantes.

O estudo ATASS é desenvolvido em Salvador por pesquisadores do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Aids e outras doenças infecciosas (NEPADI), coordenado pela Dra Inês Dourado.

EVENTO: Dados sobre Acesso Tardio aos Serviços de Saúde – HIV/AIDS
ONDE: Salão Azul da Fundação Luiz Eduardo Magalhães / CAB (Salvador, Bahia)
QUANDO: 15 de abril de 2011, às 14h

CONTATO: Dra. Inês Dourado
71 3283-7438 / 71 3283-7438 / ines.dourado@gmail.com