Evento da ONU no Senegal reúne representantes de 23 países africanos para discutir alimentação escolar

Durante o evento também foi lançada a Rede Francófona de Alimentação Escolar, que tem o objetivo de unir e coordenar esforços entre os atores envolvidos na alimentação escolar na região.

Representantes de 23 países africanos discutem alimentação escolar no Senegal. Foto: Centro de Excelência contra a Fome da ONU

Representantes de 23 países africanos discutem alimentação escolar no Senegal. Foto: Centro de Excelência contra a Fome da ONU

A capital do Senegal foi sede do Seminário sobre Alimentação Escolar, organizado pelo Centro de Excelência contra a Fome da ONU em parceria com o Escritório Regional do Programa Mundial de Alimentos (PMA) , que reuniu representantes de 23 países da África Central e Ocidental entre 8 e 12 de junho.

Os participantes fizeram intercâmbios de melhores práticas e inovações em alimentação escolar e trabalharam no desenho do modelo de transição para programas nacionais de alimentação escolar.

A coordenadora do Programa Nacional de Alimentação e Saúde Escolar de São Tomé e Príncipe, Alexandrina Vera Cruz, lembrou como o apoio do Brasil ajudou na transição de um programa de alimentação escolar conduzido pelo PMA para um programa nacional. “Fomos um bebê que teve um berço sustentável”.

Durante o evento também foi lançada a Rede Francófona de Alimentação Escolar, que tem o objetivo de unir e coordenar esforços entre os atores envolvidos na alimentação escolar na região.

“Hoje avançamos na criação da Rede Francófona de Alimentação Escolar, uma iniciativa muito importante que nos permitirá expandir e enriquecer o intercâmbio sobre programas de alimentação escolar”, disse o diretor do Centro de Excelência, Daniel Balaban.