Evento da ONU em São Paulo discute desigualdade e segregação nas cidades

Evento em São Paulo discutiu desenvolvimento urbano. Foto: Wikimedia Commons/Ana Paula Hirama

Evento em São Paulo discutiu desenvolvimento urbano. Foto: Wikimedia Commons/Ana Paula Hirama

Entre os dias 8 e 9 de junho aconteceu em São Paulo o Colóquio Sul-Americano sobre Cidades Metropolitanas com o objetivo de construir uma agenda conjunta para o enfrentamento dos desafios comuns às metrópoles da região. O evento, organizado pela Comissão econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) da ONU e a Prefeitura de São Paulo, teve como tema “Desenvolvimento Urbano e Desigualdades Socioespaciais”.

O secretário executivo adjunto da CEPAL, Antonio Prado, participou do encontro, e salientou que os indicadores de desenvolvimento na América Latina, tais como o índice de desenvolvimento humano ou produto interno bruto (PIB) podem se favorecer pelo processo urbanização.

“As economias urbanas se beneficiam de um aumento da produtividade devido à proximidade dos fatores de produção e a especialização e a dimensão dos seus mercados”, disse, na abertura da reunião.

Antonio Prado lembrou que a América Latina é a região mais urbanizada do mundo em desenvolvimento, com 80% da população vivendo em cidades, destacando que as os 40 principais cidades geram 30% do PIB regional.