Estudantes universitárias participam de discussão no Rio sobre objetivos globais

Estudantes universitárias de Relações Internacionais e de Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais participaram na sexta-feira (22) de um fórum de discussão no Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) sobre o papel da mulher na conquista dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Em celebração ao mês das mulheres, foram debatidos temas que fazem parte da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, firmada pela comunidade internacional em 2015, como erradicação da pobreza, saúde e bem-estar, igualdade de gênero, trabalho decente e crescimento econômico.

Estudantes universitárias participaram na sexta-feira (22) de um fórum de discussão no Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio). Foto: UNIC Rio

Estudantes universitárias participaram na sexta-feira (22) de um fórum de discussão no Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio). Foto: UNIC Rio

Estudantes universitárias de Relações Internacionais e de Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais participaram na sexta-feira (22) de um fórum de discussão no Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) sobre o papel da mulher na conquista dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Em celebração ao mês das mulheres, foram debatidos temas que fazem parte da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, firmada pela comunidade internacional em 2015, como erradicação da pobreza, saúde e bem-estar, igualdade de gênero, trabalho decente e crescimento econômico.

Cerca de 40 estudantes se dividiram em três grupos e analisaram a aplicabilidade dos ODS em seu entorno regional, partindo da perspectiva da mulher.

A assessora de projetos especiais de comunicação e relações institucionais do UNIC Rio, Ana Rosa Reis, apresentou os ODS no início do evento e mencionou a atuação de mulheres brasileiras na ONU, abordando também sua própria trajetória pessoal e profissional.

Os três grupos abordaram a importância de se criar políticas públicas que atendam as populações mais vulneráveis.

“Nós, que possuímos a oportunidade de termos uma formação acadêmica, temos o dever de retribuir à sociedade o que ganhamos em educação. Precisamos passar o conhecimento de forma didática para atingir principalmente a parte menos abastada da sociedade”, disse em sua apresentação Jacqueline Amaro, coordenadora do grupo que debateu sobre Saúde e Bem Estar e Erradicação da Pobreza.

“A Agenda 2030 foi feita para não deixar ninguém para trás”, disse o diretor do UNIC Rio, Maurizio Giuliano. “Em um mundo onde ainda existem grandes desigualdades entre mulheres e homens, e onde as mulheres ainda sofrem injustiças, é excelente ouvir e promover o debate entre elas sobre a relevância dos ODS na sua vida e as suas perspectivas sobre eles”.