Escritório de direitos humanos da ONU demonstra preocupação com invasões a ONGs no Egito

O escritório de direitos humanos da ONU alertou na quarta-feira (30/11) sobre relatos de que militares egípcios invadiram alguns escritórios de organizações não governamentais (ONGs), sendo este o primeiro incidente deste tipo documentado na história recente do país.

De acordo com o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), soldados egípcios atacaram escritórios de diversas ONGs no dia 29 de dezembro na capital Cairo. Os soldados forçaram suas entradas, bloqueando as passagens de saída e de entrada e apreendendo computadores e arquivos. Em certos casos, alguns funcionários tiveram seus celulares confiscados.

As autoridades egípcias supostamente culparam grupos com financiamentos estrangeiros, incluindo ONGs, por alguns dos distúrbios políticos que agitaram o Cairo e outras cidades desde a derrubada de Mubarak em fevereiro.

“Tal comportamento por parte das autoridades parece ser claramente uma forma de intimidar os defensores dos direitos humanos que vêm criticado as violações dos direitos humanos no Egito, inclusive no regime anterior”, disse a porta-voz do ACNUDH, Ravina Shamdasani.