Escritório da ONU ajudará Recife a prevenir consumo de drogas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) firmou em junho (29) o primeiro acordo de assistência técnica com um município brasileiro. Parceria com a Prefeitura de Recife dará apoio ao programa municipal de prevenção do consumo de drogas. A iniciativa ‘Mobiliza Recife’ foi lançada também ao final do mês passado e tem por objetivo a inserção social dos usuários de substâncias ilícitas.

UNODC e Prefeitura de Recife firmam parceria para prevenir consumo abusivo de drogas. Foto: Foto: PCR/Andréa Rêgo Barros

UNODC e Prefeitura de Recife firmam parceria para prevenir consumo abusivo de drogas. Foto: Foto: PCR/Andréa Rêgo Barros

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) firmou em junho (29) o primeiro acordo de assistência técnica com um município brasileiro. Parceria com a Prefeitura de Recife dará apoio ao programa municipal de prevenção do consumo de drogas. A iniciativa ‘Mobiliza Recife’ foi lançada também ao final do mês passado e tem por objetivo a inserção social dos usuários de substâncias ilícitas.

“Assinamos aqui um memorando de entendimento com o UNODC para que nossas políticas públicas sobre drogas sejam acompanhadas por eles, que ajudaram a formular essas políticas. A intenção é que os resultados alcançados aqui no Recife possam ser levados pelo UNODC para outras cidades do Brasil e do mundo. Estamos juntos nesse desafio”, afirmou o prefeito Geraldo Julio, durante cerimônia de formalização da parceria.

O Executivo terá o acompanhamento da agência da ONU ao longo da execução do programa, que faz parte do Sistema Mais Recife de Políticas sobre Drogas. A palavra ‘Mais’ não foi escolhida sem motivo, sendo o acrônimo para os pilares do projeto — M de Mobilização, A de Acolhimento, I de Integração e S de Sistematização.

O ‘Mobiliza Recife’ é o eixo de prevenção dos esforços da Prefeitura recifense. Com a iniciativa, o governo esperar identificar princípios norteadores nos contextos brasileiro e latino-americano. De acordo com o Executivo, o programa é baseado em princípios como a responsabilidade compartilhada e a influência do bem.

O analista de programa da Unidade de Saúde e Desenvolvimento do UNODC, Francisco Cordeiro, representou a agência da ONU no evento e se mostrou animado com a possibilidade de trabalhar com a capital pernambucana.

“Esta é a primeira parceria de assistência técnica formalizada com um município. Faz parte do nosso papel auxiliar na criação de estratégias e atividades que possam contribuir com a prevenção das drogas, que possam ajudar as pessoas do Recife e as de outros países. Acreditamos que será uma experiência com muitos resultados positivos”, disse.


Mais notícias de:

Comente

comentários