Escócia começa a oferecer medicamentos de prevenção do HIV na rede pública de saúde

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Serviço Nacional de Saúde da Escócia, no Reino Unido, anunciou em abril (10) que passou a oferecer em sua rede de atendimento a profilaxia pré-exposição (PrEP) para a prevenção do HIV. O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) recomenda o tratamento, sobretudo para homens gays, travestis, mulheres trans, profissionais do sexo e casais sorodiferentes.

PrEP agora está disponível no sistema público de saúde da Escócia. Foto: UNAIDS

PrEP agora está disponível no sistema público de saúde da Escócia. Foto: UNAIDS

O Serviço Nacional de Saúde da Escócia, no Reino Unido, anunciou em abril (10) que passou a oferecer em sua rede de atendimento a profilaxia pré-exposição (PrEP) para a prevenção do HIV. O tratamento é utilizado por pessoas soronegativas que têm alto risco de se infectar. Com o medicamento, caso o indivíduo entre em contato com o agente a patogênico durante relações sexuais, as chances de contrair o vírus são significativamente reduzidas.

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) consideram que as pessoas que mais têm a se beneficiar da PrEP são homens gays e outros homens que fazem sexo com homens; travestis e mulheres trans; profissionais do sexo e casais sorodiferentes. Nesta último caso, a profilaxia pré-exposição é recomendada sobretudo quando o parceiro vivendo com HIV ainda não tem uma carga viral indetectável.

As estimativas do governo escocês revelam que uma grande proporção das novas infecções por HIV ocorrem entre homens gays e outros homens que fazem sexo com homens. Por isso, a introdução da PrEP no sistema de saúde público pode ter impacto significativo na contenção da transmissão.

A PrEP já está disponível em vários países do mundo como opção para a prevenção do HIV e como um dos insumos da chamada prevenção combinada — quando um indivíduo usa um ou mais métodos para evitar a transmissão do HIV e adapta o tipo de proteção segundo o parceiro e seus hábitos de prevenção.

Atualmente, esse tipo de profilaxia não pode ser obtido pelo Sistema Nacional de Saúde no restante do Reino Unido, mas as pessoas podem ter acesso aos medicamentos por meio de algumas clínicas privadas. Estados-membros do UNAIDS concordaram, por meio da Declaração Política das Nações Unidas de 2016 sobre o Fim da AIDS, a fornecer a PrEP para 3 milhões de pessoas até 2020.


Mais notícias de:

Comente

comentários