Equipe humanitária conhece instalações para acolhimento de venezuelanos em Manaus

Em Manaus (AM), a equipe de assistência humanitária do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) conheceu dois dos três abrigos da Operação Acolhida do governo federal, além dos espaços onde serão feitos os procedimentos de triagem e recepção. O Amazonas tornou-se uma porta de entrada para venezuelanos que buscam segurança e melhores condições de vida no Brasil.

Reunidos ao redor do monumento “Abertura dos Portos”, no centro de Manaus, venezuelanos e brasileiros transmitem mensagens de paz em celebração ao Dia Mundial do Refugiado. Foto: ACNUR/César Nogueira

Reunidos ao redor do monumento “Abertura dos Portos”, no centro de Manaus, venezuelanos e brasileiros transmitem mensagens de paz em celebração ao Dia Mundial do Refugiado, comemorado em 20 de junho. Foto: ACNUR/César Nogueira

Em Manaus (AM), a equipe de assistência humanitária do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) conheceu as instalações do governo para refugiados e migrantes venezuelanos que chegam ao Brasil pelo Amazonas. Em visita na semana passada à capital amazonense, profissionais da ONU conheceram dois dos três abrigos da Operação Acolhida das autoridades federais, além dos espaços onde serão feitos os procedimentos de triagem e recepção.

Em emergências humanitárias, o UNFPA é a agência da ONU responsável por responder à violência de gênero e por promover a saúde sexual e reprodutiva das pessoas afetadas pelas crises.

De acordo com a oficial de Programa do organismo no Brasil, Irina Bacci, durante a viagem a Manaus, foi feito um reconhecimento das demandas existentes entre a população venezuelana.

“Mapeamos as necessidades das pessoas e, obviamente, há uma grande quantidade de mulheres grávidas e pessoas com necessidades de proteção, como indígenas e pessoas idosas. Passamos todos esses dias dialogando sobre o processo, com todas as agências da ONU que estão no local, para estreitar a parceria que já temos”, explicou a especialista.

A equipe da agência da ONU foi recebida pela secretária de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania do Amazonas, Caroline Braz, e pela secretária de Assistência Social e Cidadania de Manaus, Conceição Sampaio.

“Apresentamos o trabalho do UNFPA e as secretárias ficaram bastante impressionadas com o atendimento acolhedor e humanizado feito em Roraima. Para além disso, dialogamos sobre o apoio do UNFPA ao estado do Amazonas e à cidade de Manaus nas ações de proteção e resposta à violência baseada em gênero”, completou Irina.


Comente

comentários