Equipe de assistentes do UNFPA Brasil é certificada em curso para gestão de projetos

Ampliar conhecimentos e fortalecer as capacidades das profissionais que trabalham no mundo corporativo e em gestão de projetos. Estes são os principais focos da rede “Elas Projetam”. No final de maio, funcionárias da equipe do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil marcaram presença no curso preparatório para a certificação do Prince2 Foundation, metodologia de gestão de projetos.

Mulheres da equipe do UNFPA participaram da atividade para aprimorar conhecimento em gestão de projetos. Foto: UNFPA Brasil

Mulheres da equipe do UNFPA participaram da atividade para aprimorar conhecimento em gestão de projetos. Foto: UNFPA Brasil

Ampliar conhecimentos e fortalecer as capacidades das profissionais que trabalham no mundo corporativo e em gestão de projetos. Estes são os principais focos da rede “Elas Projetam”. No final de maio, funcionárias da equipe do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil marcaram presença no curso preparatório para a certificação do Prince2 Foundation, metodologia de gestão de projetos.

“Elas Projetam” é uma rede de apoio para mulheres que realiza cursos para a capacitação profissional e desenvolvimento em gestão de projetos, além de eventos para networking e parcerias estratégicas. Por meio da formação de vários grupos de mulheres, com uma imersão de empoderamento, a rede criou o Desafio 100 mulheres em 100 dias, que circula o Brasil em 100 dias para oferecer treinamento a 100 mulheres e garantir que todas sejam certificadas em PRINCE2® Foundation ao final do desafio.

Diante disso, durante três dias em Brasília, sete mulheres da equipe do UNFPA em conjunto com outras organizações, participaram do desafio e tiveram a oportunidade de conhecer e aprimorar o conhecimento em gestão de projetos.

“O curso serve para toda e qualquer pessoa, e dá uma visão ampla sobre todos os processos que envolvem um projeto, seja ele, grande, médio ou pequeno. Todos os dias tenho tentado colocar em prática o que aprendi, pois é uma metodologia do cotidiano do projeto em que trabalho”, afirma Júlia Alencastro, assessora técnica do Projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência em parceria com ITAIPU Binacional.

Investir no desenvolvimento profissional das equipes, de modo que o acesso, a permanência e as possibilidades de crescimento sejam sempre uma constante está entre os objetivos do UNFPA.

“Há três anos, a instituição tem um programa de estágio afirmativo, investe de forma permanente em ciclos formativos e neste ano, visualizou como estratégica a participação da equipe de assistentes no Desafio 100 mulheres em 100 dias. Para garantir uma atuação expressiva da equipe de assistentes, buscamos o apoio do nosso escritório regional (LACRO), que por meio do Comitê Regional de Aprendizagem (Regional Learning Committe) apoiou financeiramente a equipe para obtenção das certificações”, afirmou Jorge de Oliveira, gerente de operações do UNFPA no Brasil.


Comente

comentários