Energia limpa = Desenvolvimento

Intensificar os investimentos em energia limpa pode acelerar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), as oito metas acordadas mundialmente para reduzir a pobreza até 2015, afirma o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) em uma nova publicação.

Energia limpa = DesenvolvimentoIntensificar os investimentos em energia limpa pode acelerar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), as oito metas acordadas mundialmente para reduzir a pobreza até 2015, afirma o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) em uma nova publicação.

A “economia verde” é aquele que “não só melhora o bem-estar humano e faz com a desigualdade diminua, mas também reduz os riscos ambientais e de escassez ecológica”, diz o “Informe para Formuladores de Políticas sobre a Economia Verde e de Desenvolvimento do Milênio”, que também enfatiza a natureza interconectada dos oito ODMs.

Um exemplo desta interconectividade pode ser notada em duas metas do ODM 7, em que a agricultura sustentável e a oferta de água potável são metas separadas, mas que se atingidas podem ajudar a reduzir a pobreza, diminuir as taxas de mortalidade infantil e melhorar a saúde materna – todos diferentes ODMs.

A publicação foi lançada ontem, dia 20 de setembro, mesmo dia em que começou a Cúpula das Nações Unidas sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), uma reunião de três dias na ONU, durante a qual dezenas de líderes mundiais farão uma avaliação dos progressos feitos até agora para alcançar os oito Objetivos.