Encontro em Brasília estimula profissionalização e troca de conhecimentos em políticas públicas

O 18º Encontro Nacional de Estudantes do Campo de Públicas (ENECAP) reuniu na Universidade de Brasília (UnB) na semana passada (de 5 a 8) centenas de estudantes, pesquisadores e profissionais de políticas públicas do Brasil e de alguns países da América Latina.

Foi a primeira vez que a capital federal sediou o ENECAP, maior evento da área e que engloba os cursos de Administração Pública, Gestão de Políticas Públicas e Ciências do Estado. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) participou do encontro.

Brasília foi sede do 18º Encontro Nacional de Estudantes do Campo de Públicas (ENECAP) entre 5 e 8 de setembro. Foto: Superintendência de Representação do Piauí (SURPI)

Brasília foi sede do 18º Encontro Nacional de Estudantes do Campo de Públicas (ENECAP) entre 5 e 8 de setembro. Foto: Superintendência de Representação do Piauí (SURPI)

O 18º Encontro Nacional de Estudantes do Campo de Públicas (ENECAP) reuniu na Universidade de Brasília (UnB) na semana passada (de 5 a 8) centenas de estudantes, pesquisadores e profissionais de políticas públicas do Brasil e de alguns países da América Latina.

Foi a primeira vez que a capital federal sediou o ENECAP, maior evento da área e que engloba os cursos de Administração Pública, Gestão de Políticas Públicas e Ciências do Estado.

Desde 2002, o encontro destaca-se por reunir estudantes, professores, pesquisadores e profissionais comprometidos com a construção de um setor público cada vez mais profissionalizado, eficiente, efetivo e democrático.

A proposta do ENECAP — que reúne desde 2002 estudantes e profissionais interessados em construir um setor público mais profissionalizado, eficiente, efetivo e democrático — é criar novos espaços de troca de conhecimentos, nos quais os atores discutam ideias e propostas para um setor público mais eficiente.

O evento está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especialmente ao ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes, que trata, entre outros aspectos, do fortalecimento do Estado de Direito e da governança nacionais.

“O PNUD acha importante acompanhar o debate e contribuir nas discussões sobre administração pública, especialmente de jovens estudantes que, um dia, poderão assumir papéis-chave na condução das políticas públicas do país”, disse o coordenador de comunicação do PNUD, Luciano Milhomem, presente no debate “Mídia e Política”.

“É necessário que jovens pensem a administração pública numa perspectiva nacional, levando em conta as especificidades regionais”, afirmou a oficial do PNUD Moema Freire, que participou da mesa debates “Segurança Pública e Políticas Penais”.

Para o coordenador geral do ENECAP, Matheus Assis, o PNUD é ator fundamental no apoio à implementação de políticas públicas e, por isso, sua participação no ENECAP contribuiu para fortalecer a proposta do evento e trazer mais credibilidade ao debate.

“O trabalho e as ações do PNUD demonstram um propósito parecido com o nosso, que é servir a população da melhor forma possível, melhorar a vida das pessoas e reduzir as desigualdades sociais”, afirmou.

Neste ano, o tema do evento foi “Arenas Públicas: Conexões e Espaços em Disputa”, que abordou a compreensão de um espaço onde vários pontos de vista são expressos na tentativa de solução para determinado problema, com a ideia de trazer os congressistas para o debate e mostrar à capital federal a alta qualidade dos estudantes e profissionais da área.

A programação foi construída com base em quatro eixos principais – Cidade, Política, Campo de Públicas, Conexões e Espaços em Disputa – e em espaços de apresentações artísticas.