Empresa pública lança painel de indicadores sobre transporte e logística no Brasil

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL) lançou um painel de indicadores que traz informações periodicamente atualizadas sobre a evolução de fenômenos do transporte e da logística do país. O banco de dados foi desenvolvido no âmbito do Observatório Nacional de Transporte e Logística (ONTL), por meio de cooperação técnica com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com a empresa espanhola INECO.

Além de reunir informações para subsidiar o planejamento de transportes, produzir e difundir conhecimento para a sociedade e fornecer informações estratégicas para a governança, o observatório fomenta a cooperação interinstitucional e a articulação público-privada, favorecendo o cenário do desenvolvimento, segundo o PNUD.

Foto: Ministério da Infraestrutura/Alberto Ruy

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL) lançou um painel de indicadores que traz informações periodicamente atualizadas sobre a evolução de fenômenos do transporte e da logística do país.

O banco de dados foi desenvolvido no âmbito do Observatório Nacional de Transporte e Logística (ONTL), por meio de cooperação técnica com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com a empresa espanhola INECO. O lançamento ocorreu durante o seminário “Transformação Digital”, realizado no último dia 31, em Brasília (DF).

O diretor-presidente da EPL, Arthur Lima, destacou o impacto prático da ferramenta, inédita no Brasil. “Quando pegamos dados de tráfego de uma rodovia e extraímos os principais elementos necessários para salvar vidas, isso não tem preço. E esse é o nosso observatório. Coletamos dados de diversas instituições e devolvemos para a sociedade brasileira informações fundamentais para o planejamento da infraestrutura”, explicou na abertura do evento.

O diretor de planejamento da EPL, Adailton Cardoso Dias, também reforça o retorno social. “Toda a fonte de informação considerada relevante para a infraestrutura do Brasil obtivemos de graça dos órgãos que produziram essas informações. Nada mais justo agora devolvermos essas informações organizadas e catalogadas para que todos possam fazer um bom uso.”

Já a coordenadora do ONTL, Lilian Campos Soares, recorda que o processo de construção dos indicadores é contínuo e alinha-se ao objetivo de integração informacional do Ministério da Infraestrutura. “O observatório funciona como um ambiente informacional que concentra conteúdo de caráter estratégico e tem como função atuar como um modelo estrutural de apoio à tomada de decisão, seja no processo de planejamento de curto prazo, seja no médio e longo prazo”, disse.

Além de reunir informações para subsidiar o planejamento de transportes, produzir e difundir conhecimento para a sociedade e fornecer informações estratégicas para a governança, o observatório fomenta a cooperação interinstitucional e a articulação público-privada, favorecendo o cenário do desenvolvimento. É o que observa a analista de programa do PNUD Maria Teresa Amaral Fontes.

“O desenvolvimento e reforço da logística e infraestrutura de transporte têm um potencial impacto tanto no desenvolvimento econômico quanto na redução de pobreza”, afirmou.