Emboscada de pistoleiros no Sudão mata capacete azul e deixa três feridos

Com essa morte, são 36 soldados assassinados desde 2008, quando a missão conjunta começou.

(UNAMID)Um soldado da Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur (UNAMID), no Sudão, foi morto nesta quarta-feira (29/02) por pistoleiros não identificados em uma emboscada durante a patrulha da tarde. Outros três capacetes-azuis foram feridos de acordo com a UNAMID.

Com essa morte, são 36 soldados assassinados como resultado de ações hostis desde que a missão conjunta começou,  em 2008. No sábado outros dois soldados foram feridos, mas sobreviveram a um ataque contra  o ônibus no qual viajavam.

Mais de 23.000 funcionários uniformizados, incluindo mais de 17.700 capacetes azuis, atuam na UNAMID na região árida de Darfur, no oeste do Sudão, e estão encarregados de ajudar a proteger civis em um local que está em conflito desde 2003.