Embaixadora de agência da ONU, Wanessa Camargo apoia campanha de prevenção à Aids em SP

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A segunda edição da Campanha de Mobilização Virtual contra a Aids do Hospital Emílio Ribas foi lançada na quarta-feira (24) na sede da instituição, em São Paulo, com a presença da Embaixadora de Boa Vontade do UNAIDS, Wanessa Camargo, autoridades locais e outras celebridades. O objetivo da iniciativa é conscientizar a população em geral, e em especial os jovens, sobre a prevenção ao HIV.

Também estavam presentes no evento os cantores Simony, MC Gui, Tiê, Filipe Catto e Patrícia Marx, além do ator Dalton Vigh, do humorista Daniel Zuckerman, das apresentadoras Fabiana Scaranzi e Marina Person, entre outros convidados.

Luiz Carlos Pereira Junior, diretor do hospital Emílio Ribas, Jean Gorinchteyn, Infectologista do Emílio Ribas, Wanessa Camargo, Embaixadora de Boa Vontade do UNAIDS no Brasil, Georgiana Braga-Orillard, diretora do UNAIDS no Brasil, e Maria Clara Gianna, Coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids de São Paulo. Foto: Hélvio Romero.

Luiz Carlos Pereira Junior, diretor do hospital Emílio Ribas, Jean Gorinchteyn, Infectologista do Emílio Ribas, Wanessa Camargo, Embaixadora de Boa Vontade do UNAIDS no Brasil, Georgiana Braga-Orillard, diretora do UNAIDS no Brasil, e Maria Clara Gianna, Coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids de São Paulo. Foto: Hélvio Romero.

A segunda edição da Campanha de Mobilização Virtual contra a Aids do Hospital Emílio Ribas foi lançada na quarta-feira (24) na sede da instituição, em São Paulo, com a presença da Embaixadora de Boa Vontade do UNAIDS, Wanessa Camargo, autoridades locais e outras celebridades.

A campanha é fruto de uma parceria entre o Instituto Emílio Ribas, o UNAIDS no Brasil, o Fundo PositHIVo e o Catraca Livre. O objetivo é conscientizar a população em geral, e em especial o jovens, sobre a prevenção ao HIV.

Ao lado de outras celebridades, autoridades locais e da diretora do UNAIDS, Georgiana Braga-Orillard, a participação de Wanessa no lançamento também marcou a celebração um ano de atuação da cantora como Embaixadora de Boa Vontade do UNAIDS. No ano passado, o apoio ao lançamento da primeira edição da campanha do Emílio Ribas foi uma de suas primeiras missões.

“Só vamos frear a epidemia se o preconceito e a discriminação contra as pessoas vivendo com HIV acabarem. As pessoas se afastam dos serviços de saúde por medo do preconceito. A maior barreira em relação ao HIV é a discriminação”, disse Wanessa.

“Por isso, gostaria de convidar todo mundo aqui a fazer uma reflexão importante: e se fosse com você? Quando a gente se coloca no lugar do outro, nossa visão muda. Nossa atitude muda. E é essa transformação que nós precisamos ver na sociedade se quisermos acabar com a epidemia.”

O evento também teve o depoimento de Renata Ferreira, voluntária da Fundação Poder Jovem, que promove cultura, atividades de acolhimento e estímulo ao desenvolvimento psicológico, físico, afetivo e social de adolescentes vivendo e convivendo com HIV/Aids. “Na rede de jovens vivendo com HIV, descobri que podia viver com o vírus e que sou muito mais forte que ele”, declarou.

Renata participou do lançamento da campanha vestindo uma das peças da artista e ativista Adriana Bertini, produzida com preservativos rejeitados nos processos de controle de qualidade. Este e outros vestidos exibidos durante o lançamento da campanha fazem parte do projeto Condom Couture, que confecciona roupas como forma de conscientização sobre a prevenção ao HIV.

A diretora do UNAIDS no Brasil falou sobre os dados mais recentes da epidemia da doença, divulgados pelo UNAIDS como parte das celebrações do Dia Mundial contra a Aids 2016. “Já temos mais de 18 milhões de pessoas em tratamento no mundo, essa era uma das metas que tínhamos que alcançar e chegamos lá”, disse. “Hoje, as pessoas soropositivas vivem mais, então, estamos falando do indivíduo, do cuidar da pessoa com HIV desde bebê até a velhice”.

Também estavam presentes no evento os cantores Simony, MC Gui, Tiê, Filipe Catto e Patrícia Marx, além do ator Dalton Vigh, do humorista Daniel Zuckerman, das apresentadoras Fabiana Scaranzi e Marina Person, entre outros convidados que compareceram para apoiar a causa e levar visibilidade às ações de prevenção ao HIV e de promoção dos princípios de zero discriminação.

Mobilização Virtual

A campanha promove um aplicativo gratuito que fornece informações sobre o HIV e permite que um laço vermelho seja adicionado à foto de perfil de cada usuário. A ferramenta insere automaticamente o laço vermelho na foto de perfil do Facebook. Caso o usuário queira fazer o mesmo para outras redes sociais,
é necessário salvar a foto e inseri-la manualmente no Twitter ou no Instagram.

Criado em 1991, o laço vermelho é o símbolo internacional de solidariedade e compromisso na resposta ao HIV. O aplicativo pode ser encontrado na página oficial do UNAIDS Brasil no Facebook, no link https://apps.facebook.com/diadelutacontraaids/ e pelas hashtags #BoraSeCuidar e #SeJogaNaPrevenção.

Renata falou sobre sua vivência de crescer com o HIV no lançamento da campanha. Foto: Hélvio Romero

Renata falou sobre sua vivência de crescer com o HIV no lançamento da campanha. Foto: Hélvio Romero


Mais notícias de:

Comente

comentários