Embaixador da Boa Vontade do UNICEF, Renato Aragão volta a Sobral pela primeira vez em quase 30 anos

Homenagem do UNICEF ao seu primeiro embaixador no Brasil tem percurso de memórias, brincadeira com crianças e muita emoção, em comemoração aos 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente. Foi a primeira visita pública de Renato à cidade em 27 anos.

Renato Aragão, cercado por crianças de Sobral, lembrou da importância da brincadeira como parte dos direitos fundamentais da infância. Foto: UNICEF/Evilázio Bezerra

Renato Aragão, cercado por crianças de Sobral, lembrou da importância da brincadeira como parte dos direitos fundamentais da infância. Foto: UNICEF/Evilázio Bezerra

Sobral, cidade com 200 mil habitantes a 240 quilômetros de Fortaleza, no interior do Ceará, recebeu na quinta-feira (10) a visita do seu filho mais ilustre: Renato Aragão. O primeiro embaixador do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no Brasil havia aceitado o convite do UNICEF para voltar à sua cidade natal, onde não fazia aparições públicas há quase 30 anos.

No desembarque no aeroporto, que não recebe voos regulares, foi recepcionado pelos familiares e viveu o primeiro dos muitos momentos de emoção daquela quinta-feira: o encontro com a irmã Dona Ivete, de 87 anos. E a primeira surpresa: a família levara até ali o fusca que Renato dirigia antes de deixar Sobral rumo ao Rio de Janeiro, nos anos 1960, para se consagrar nacionalmente com Os Trapalhões.

Durante a brincadeira com as crianças, Renato Aragão lembrou que “brincar é coisa séria”, ao explicar que todas elas tinham o direito de brincar, e que esse era um dos direitos garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, que completou 25 anos.

O almoço marcou o encontro de Renato com uma doadora do UNICEF, que contribui com o Fundo todos os meses. Danielle Viana esperava encontrar a equipe do UNICEF e se emocionou quando foi recebida pelo embaixador Renato Aragão, que a agradeceu e explicou que o trabalho do UNICEF só é possível graças a pessoas como ela, que fazem o que podem para ajudar as crianças e adolescentes brasileiros a ter seus direitos garantidos.

Quando Gary Stahl, representante do UNICEF no Brasil, tomou a palavra, mais uma surpresa: como homenagem de um embaixador para outro, o cartunista Mauricio de Sousa, a pedido do UNICEF, preparou um lindo quadro com um encontro entre os embaixadores Renato e Mônica. Gary entregou o presente e fez um discurso emocionado agradecendo Renato Aragão por toda sua dedicação aos meninos e meninas do Brasil e seu trabalho nesses 24 anos como embaixador.

“Em nome do UNICEF e de milhões de crianças que tiveram seus direitos garantidos, eu lhe digo: temos muito orgulho de ter você conosco. Você desperta o que existe de melhor dentro de cada um de nós. Muito obrigado por isso. Muito obrigado por fazer parte do nosso time. Muito obrigado por fazer com que as coisas aconteçam para nossas crianças. Muito obrigado por tudo”, disse Gary.

Emocionado, Renato agradeceu a visita. “É impossível descrever a emoção de estar aqui hoje em minha terra. Passar pelos lugares onde vivi, pela casa onde nasci. Fico emocionado por ver que minha cidade está cuidando das nossas crianças, que é referência em educação no Brasil. Tanto que já ganhou o Selo UNICEF seis vezes, né, Gary?”, disse Renato.

“Hoje estou aqui como embaixador do UNICEF. E esta é a minha camisa, é a camisa azul do meu time, é o que me dá força para continuar lutando por nossas crianças. Obrigado, pessoal”, despediu-se.