Em Viena, ONU discute o futuro das atividades no espaço sideral

Entre os assuntos em pauta estão a sustentabilidade em longo prazo das atividades realizadas no espaço, a redução de detritos espaciais e o uso de ferramentas espaciais para a gestão de desastres e na pesquisa do clima.

Satélites em órbita. Imagem: Flickr

Satélites em órbita. Imagem: Flickr

Entre 2 e 9 de fevereiro acontece, em Viena (Áustria), a 52ª sessão da Comissão do Uso Pacífico do Espaço Sideral da ONU. Entre os tópicos a serem discutidos encontram-se a sustentabilidade em longo prazo das atividades realizadas no espaço, a redução de detritos espaciais e o uso de ferramentas espaciais para a gestão de desastres e na pesquisa do clima.

Outros itens nas discussões serão o uso do sensoriamento remoto da Terra por satélites para o desenvolvimento, bem como a utilização segura de fontes de energia nuclear no espaço sideral; será também discutido o uso da órbita geoestacionária e os sistemas de navegação global por satélite.

Os participantes do encontro lembraram também que as atividades espaciais desempenham um papel vital em contribuir para a agenda de desenvolvimento pós-2015, e sua utilização futura requer uma cooperação internacional coordenada.

“A importância que a comunidade internacional dá para a área da utilização pacífica do espaço sideral está aumentando”, disse a diretora do Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Sideral (UNOOSA), Simonetta Di Pippo, na abertura do encontro, nesta segunda-feira (02).