Em série da Netflix, ator Orlando Bloom alerta para trabalho infantil em Bangladesh

O ator britânico e embaixador do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Orlando Bloom, estrela o primeiro episódio da nova temporada de Tales by Light, série documental da Netflix sobre fotojornalismo.

Bloom acompanhou o fotógrafo Simon Lister em sua viagem a Bangladesh, a fim de conhecer e denunciar o drama de crianças vítimas de trabalho infantil. Os novos programas vão ao ar a partir de 21 de dezembro em todo o mundo.

Em 29 de julho de 2018, o ator britânico e embaixador do UNICEF, Orlando Bloom, encontrou-se com uma menina e mãe de apenas 14 anos em Bangladesh, durante as filmagens de 'Tales by Light'. Na foto, a jovem carrega o filho. Foto: UNICEF
Em 29 de julho de 2018, o ator britânico e embaixador do UNICEF, Orlando Bloom, encontrou-se com uma menina e mãe de apenas 14 anos em Bangladesh, durante as filmagens de ‘Tales by Light’. Na foto, a jovem carrega o filho. Foto: UNICEF

O ator britânico e embaixador do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Orlando Bloom, estrela o primeiro episódio da nova temporada de Tales by Light, série documental da Netflix sobre fotojornalismo. Bloom acompanhou o fotógrafo Simon Lister em sua viagem a Bangladesh, a fim de conhecer e denunciar o drama de crianças vítimas de trabalho infantil.  Os novos programas vão ao ar a partir de 21 de dezembro em todo o mundo.

“Eu conheci crianças muito novas catando (materiais) em lixões flutuantes (de tanto lixo) e limpando recipientes de metal em fábricas extremamente perigosas a fim de sobreviver”, conta o ator. 

“Essas crianças não apenas estão em risco de exploração ou de se machucar, como também estão perdendo a chance de ir à escola e ter um futuro melhor. Para tantas crianças, isso é um modo de vida normal, mas o que eu vi não é uma infância.”

No episódio do qual participa, o embaixador do UNICEF se encontra com Dulaly e Chan Mia, ambos de dez anos. Os dois passam os dias trabalhando em condições perigosas, catando lixo no trilho do trem e carregando malas de passageiros num porto. Bloom também conheceu meninos e meninas que trabalham 12 horas por dia em fábricas de alumínio e de balões.

“As crianças que vivem nas favelas urbanas de Bangladesh têm seus direitos básicos negados diariamente”, afirma o representante do UNICEF no país, Edouard Beigbeder. “Direitos como cuidado médico, acesso à água potável e educação.”

De acordo com o dirigente, “existem quase 3,5 milhões de crianças trabalhando atualmente em Bangladesh, muitas em ocupações perigosas que colocam sua saúde, educação e futuros em risco.”

Na nação asiática, a agência da ONU e o governo criaram quase 300 instalações educativa nas favelas de Dhaka e Gazipur, onde as crianças em situação de rua têm a chance de frequentar aulas durante algumas horas do dia. O objetivo no longo prazo é que os jovens sejam reintegrados às instituições de ensino convencionais. Os meninos e meninas também podem aprender em algumas escolas a céu aberto.

Esses espaços oferecem oportunidades de amizade e diversão, além de acesso a banheiros e infra-estrutura de higiene. Um dos objetivos dessas iniciativas é proteger as crianças contra a violência, exploração e abuso. Abrigos de emergência em Dhaka também foram estabelecidos para dar às crianças um lugar seguro onde dormir, além de refeições nutritivas e apoio de assistentes sociais.

Criada pela divisão da Canon na Austrália, a série Tales by Light permite aos espectadores acompanhar e vislumbrar a rotina de fotógrafos aclamados, que viajam para contextos diversos e desafiadores com o intuito de contar histórias de pessoas, da natureza e de culturas. 

A terceira temporada, dirigida e produzida por Abraham Joffe, da Untitled Film Works, leva o público para trás das lentes de três novos fotógrafos, todos dedicados a usar o poder das imagens e inspirar ações de proteção para os elementos mais belos — e vulneráveis — do nosso planeta.