Em primeira visita oficial a Honduras, Ban anuncia abertura de escritório de direitos humanos da ONU

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e sua esposa, Yoo Soon-taek, com o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, e sua esposa na Casa Presidencial. Foto: ONU/Evan Schneider

“Vim para a Honduras com uma forte mensagem de esperança: estou junto a este povo”, disse nesta quinta-feira (15) o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em sua primeira visita oficial ao país. Na ocasião, ele anunciou que as Nações Unidas abrirão um escritório de direitos humanos em Honduras.

Ban se reuniu com o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, para discutir questões sociais e econômicas do país, e também alinhar algumas perspectivas para o país na agenda de desenvolvimento pós-2015.

Além disso, pediu ao Congresso Nacional que adote medidas para combater a pobreza, a desigualdade e a insegurança, e buscar um desenvolvimento sustentável.

Ele lembrou que Honduras superou recentemente “uma turbulência política” e alcançou progressos em relação aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). No entanto, a pobreza, a desigualdade, a impunidade, o narcotráfico e a violência gerados pelo crime organizado transnacional continuam sendo grandes obstáculos para o avanço do país.