Em Nova York, rede brasileira de iniciativa empresarial da ONU mostra conquistas e projetos futuros

Empresários brasileiros se reúnem com participantes e autoridades de diversos países em evento que marcou o início do Encontro de Líderes do Pacto Global.

Diretor-executivo do Pacto Global, Georg Kell, durante evento da Rede Brasileira do Pacto Global no Encontro de Líderes, em NY. Foto: PNUD Brasil/Daniel de Castro

Diretor-executivo do Pacto Global, Georg Kell, durante evento da Rede Brasileira do Pacto Global no Encontro de Líderes, em NY. Foto: PNUD Brasil/Daniel de Castro

Representantes de empresas brasileiras e autoridades políticas do país marcaram presença no primeiro dia ‘Encontro de Líderes do Pacto Global – Arquitetos de um Mundo Melhor’, em Nova York.

No início da manhã desta quinta-feira (19), a ministra brasileira do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, participou do encontro promovido pela Rede Brasileira do Pacto Global, que reuniu cerca de 50 participantes e contou também com a presença do diretor executivo mundial do Pacto Global, Georg Kell. O evento acontece até esta sexta-feira (20).

O diretor de desenvolvimento sustentável da Braskem e presidente do Comitê Brasileiro do Pacto Global, Jorge Soto, foi o anfitrião do encontro.

“Nosso objetivo é o de mostrar o que a Rede Brasileira tem feito – mostrar nossas conquistas – e também o que pretendemos alcançar nos próximos anos”, disse o executivo na abertura do evento. “Outro elemento importante de nossa presença aqui neste encontro é o de fortalecermos o intercâmbio e as parcerias da Rede Brasileira do Pacto Global com outras redes pelo mundo”, acrescentou.

Entre os participantes estavam representantes de outras redes do Pacto Global, como Portugal e França, bem como autoridades brasileiras – entre as quais os embaixadores Regina Dunlop, representante permanente adjunta do Brasil junto às Nações Unidas; José Antonio Marcondes de Carvalho, subsecretário para Meio Ambiente, Energia, Ciência e Tecnologia do Ministério das Relações Exteriores; o ministro Fernando Coimbra, chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais do Ministério do Meio Ambiente; e o senador Jorge Viana (PT-AC).

Em sua intervenção, Izabella Teixeira falou sobre a importância de se estreitar os laços entre os setores público e privado, em linha com compromisso assumido pela Rede Brasileira do Pacto Global na Rio+20 através da Carta de Compromissos.

“As pessoas no Brasil querem acesso a serviços e querem desenvolvimento, mas com qualidade”, disse Teixeira. “E para isso é preciso que pensemos juntos em questões como transparência e respeito aos direitos humanos, elementos essenciais para o desenvolvimento sustentável e para qualquer democracia”, acrescentou.

O diretor executivo do Pacto Global, Georg Kell, reforçou uma das principais mensagens do Encontro de Líderes deste ano ao convocar os empresários presentes no evento a promover investimentos conjuntos que contemplem três dimensões essenciais do desenvolvimento sustentável: ambiental, social e governamental.

“Nós encorajamos todos aqui presentes a tratar com prioridade a questão do co-investimento”, disse Kell.

Durante as discussões, Gualter Crisóstomo, diretor de governança corporativa do Centro de Engenharia e Inovação português, falou sobre a importância que a Rede Brasileira do Pacto Global tem para o Brasil e para os países de língua portuguesa.

“A Rede Brasileira é muito ativa e tem grande poder de influência. Além disso, é um grande referencial para o que nós, em Portugal, estamos a implementar”, disse o executivo. “Temos que unir nossas experiências e boas práticas na área de sustentabilidade para promover um intercâmbio ainda maior entre as Redes de países de língua portuguesa para que, juntos, possamos ter mais voz dentro do Pacto Global, tornando este grupo num referencial mundial.”

Representantes da Rede Brasileira do Pacto Global participaram de um almoço oferecido pela Petrobras no Hotel Grand Hyatt, local onde acontece o Encontro de Líderes. Representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Nova York também estiveram presentes no almoço.

Entre eles Gerardo Noto, diretor do grupo de Governança Democrática do Escritório do PNUD para América Latina e Caribe, e Marcos Neto, diretor do grupo de Inovações e Alianças para o Desenvolvimento, do Escritório do PNUD em NY para Relações Públicas e Advocacy. O primeiro dia do encontro foi encerrado com um jantar no Museu de Arte Moderna (MoMa) de Nova York.

Saiba mais sobre o Encontro de Líderes do Pacto Global clicando aqui.