Em Fortaleza, gestores públicos discutem desenvolvimento local com base nas metas da ONU

Representantes da Prefeitura de Fortaleza (CE) se reuniram na segunda-feira (11) com uma equipe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para conhecer o projeto do organismo que promove, em nível local, a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS. Fruto de uma parceria com a Petrobras, a iniciativa busca fortalecer políticas públicas municipais alinhadas às metas internacionais.

Porto de Fortaleza, na capital do Ceará. Foto: MTUR/Jade Queiroz

Porto de Fortaleza, na capital do Ceará. Foto: MTUR/Jade Queiroz

Representantes da Prefeitura de Fortaleza (CE) se reuniram na segunda-feira (11) com uma equipe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para conhecer o projeto do organismo que promove, em nível local, a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS. Fruto de uma parceria com a Petrobras, a iniciativa busca fortalecer políticas públicas municipais alinhadas às metas internacionais.

O PNUD e a Petrobras selecionaram 110 municípios do Brasil em 14 estados. Em cada uma das cidades, serão produzidos diagnósticos sobre indicadores capazes de mensurar o cumprimento dos ODS. A avaliação também visa mapear as políticas públicas de cada localidade.

Em Fortaleza, por exemplo, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) tem grandes variações, com bairros que registram IDH alto e outros com IDH considerado baixo.

“Ter em mãos um diagnóstico que permita o planejamento é fundamental para alavancarmos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Esse projeto traz uma importante ferramenta de planejamento do desenvolvimento. Com indicadores estratégicos e temáticos, fortalecemos uma agenda de governo estruturada no avanço dos indicadores locais”, disse durante a reunião com o PNUD a gerente de planejamento da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão da capital cearense, Luisa Bezerra Motta.

De acordo com o subsecretário municipal de Educação, Jeferson Maia, a cidade teve um salto no número de crianças matriculadas nas escolas e também na melhoria da qualidade do ensino. Segundo o gestor, a disponibilidade de estatísticas será essencial para promover o acesso universal ao ensino.

“Nossa rede municipal de ensino atende 220 mil alunos. Para atender essa demanda, temos melhorado os indicadores de qualidade da educação. Nos últimos anos, o abandono escolar foi quase erradicado. A universalização do ensino é uma de nossas metas. Portanto, o desenvolvimento da nossa região depende de muito planejamento, inclusive com acesso a dados confiáveis para fortalecermos as políticas públicas que melhorem a qualidade de vida de nossos habitantes”, afirmou.

Nesta semana, o PNUD também vai se encontrar com gestores públicos das cidades de Cabo do Santo Agostinho (PE) e São Miguel dos Campos (AL) para apresentar o projeto de implementação dos ODS em nível local.


Comente

comentários