Evento do ONU-Habitat reúne representantes de países em NY para preparar agenda da Habitat III

A Terceira Conferência da ONU sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável pretende promover um novo modelo para as cidades, que servirá de orientação nos próximos 20 anos.

Foto: ONU-Habitat/Sergio Amaral

Foto: ONU-Habitat/Sergio Amaral

Em 2050, o mundo hospedará mais de 9 bilhões de pessoas, 70% delas nos centros urbanos. Para transformar as cidades em lugares mais sustentáveis, representantes dos Estados-membros se reuniram nesta terça-feira (16) na sede das Nações Unidas, em Nova York, para dar o primeiro passo na organização da Terceira Conferência da ONU sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III), que será realizada em 2016.

A Habitat III pretende promover um novo modelo de desenvolvimento urbano que servirá como orientação para os países nos próximos 20 anos, que permita a integração de todas as facetas do desenvolvimento sustentável, incentivando equidade, bem-estar e prosperidade compartilhada. Será também a primeira Conferência a ser realizada depois da adoção da nova agenda pós-2015, que substituirá os Objetivos do Milênio, e, espera-se, um novo acordo sobre o clima.

Por isso, a Conferência oferece uma oportunidade única para debater os desafios mais importantes que as cidades, municípios e vilarejos enfrentam em planejamento e gestão para cumprir o seu papel de motor de mudanças para a implementação das novas metas de sustentabilidade e de mitigação dos efeitos do aumento da temperatura global.

Organizada pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), a Habitat III ainda não tem sede definida, mas acontecerá 40 anos depois de primeira Conferência, no Quênia, e 20 anos depois da segunda, na Turquia. Antes de sua realização, outros dois encontros preparatórios acontecerão, sendo que o próximo já está marcado para abril de 2015.

Além dos representantes de países, essa primeira sessão preparatória conta com a presença do secretário-geral da Conferência e o diretor executivo do ONU-Habitat, Joan Clos e o diretor do escritório regional para a América Latina e o Caribe do ONU-Habitat, Elkin Velázquez. Nos dias prévios ao encontro preparatório, foram realizadas consultas abertas com várias organizações e grupos relevantes, bem como autoridades locais, nacionais e partes interessadas.