Em dia internacional, ONU presta homenagem a membros das Forças de Paz

Para marcar o Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz, lembrado em 29 de maio, as Nações Unidas realizam nesta quarta-feira (24) uma cerimônia em sua sede em Nova Iorque para homenagear as mais de 3,5 mil pessoas que morreram em serviço desde 1948, reconhecendo sua dedicação e coragem.

“Todos os dias, soldados das Forças de Paz ajudam a trazer paz e estabilidade a sociedades afetadas pela guerra no mundo todo”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem para o dia. Assista ao vídeo.

Secretário-geral da ONU, António Guterres (direita) entrega guirlanda de flores em homenagem a membros das Forças de Paz mortos em serviço. Foto: ONU/Mark Garten

Secretário-geral da ONU, António Guterres (direita) entrega guirlanda de flores em homenagem a membros das Forças de Paz mortos em serviço. Foto: ONU/Mark Garten

Para marcar o Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz, lembrado em 29 de maio, as Nações Unidas realizam nesta quarta-feira (24) uma cerimônia em sua sede em Nova Iorque para homenagear as mais de 3,5 mil pessoas que morreram em serviço desde 1948, reconhecendo sua dedicação e coragem.

“Todos os dias, soldados das Forças de Paz ajudam a trazer paz e estabilidade a sociedades afetadas pela guerra no mundo todo”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem para o dia, enfatizando os sacrifícios feitos pelos soldados que deram sua vida a serviço da paz.

“Seu sacrifício só fortalece nosso compromisso para garantir que as Forças de Paz da ONU continuem protegendo civis em perigo, promovendo os direitos humanos e o Estado de direito, removendo minas terrestres, avançando nas negociações e garantindo um futuro melhor nos locais para os quais são mobilizadas”, disse. “Agora, mais do que nunca, é essencial que continuemos investindo na paz no mundo todo”.

Em 29 de maio de 1948, a primeira missão de paz das Nações Unidas iniciou suas operações na Palestina. Em 2002, a Assembleia Geral da ONU designou a data como Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz.

Na sede da ONU em Nova Iorque, o secretário-geral presidiu uma cerimônia de entrega de coroas de flores em homenagem a todos os soldados das Forças de Paz que perderam suas vidas enquanto serviam sob a bandeira das Nações Unidas.

Guterres liderou um momento de silêncio para lembrar os mortos, incluindo 117 militares, policiais e funcionários civis de 43 países que morreram em serviço no ano passado.

Ele expressou suas “profundas condolências e apreço” às famílias e amigos daqueles que morreram, assim como “profunda tristeza e apreço” aos países que contribuíram com tropas e membros das forças policiais.

O chefe da ONU alertou que as Forças de Paz continuam sendo atacadas por grupos armados, sabotadores e terroristas, citando incidentes no Mali, na República Centro-Africana e no Sudão do Sul.

“Mas o encerramento de nossas operações na Costa do Marfim e na Libéria nos próximos meses nos lembra que as contribuições, investimentos e sacrifícios das Forças de Paz contribuíram para a transformação desses países de campos de batalha em Estados pacíficos”, enfatizou.

“E o maior tributo que podemos prestar àqueles que morreram é nos dedicar à continuidade de seu trabalho para construir e manter a paz”, declarou.

Também nesta quarta-feira, a medalha Dag Hammarskjöld foi entregue postumamente a soldados que morreram enquanto serviam à causa da paz no ano passado.

“As Forças de Paz da ONU é um dos investimentos mais eficazes da comunidade internacional para apoiar a paz, a segurança e a prosperidade. (…) Enquanto as Forças de Paz carregam um custo tragicamente alto em termos de perdas de vidas, também garantem enormes retornos em termos de vidas salvas”, disse Guterres.

“Se há algo que torna as Nações Unidas conhecidas no mundo todo são os capacetes-azuis”, disse. “Nunca conseguiremos quitar nossa dívida com eles”.

As operações de paz da ONU adotam o dia para fortalecer seus laços com as populações locais nos países em que são mobilizadas. A data é marcada por eventos esportivos, visitas a escolas e orfanatos, competições de arte e de redação, mostras de fotografia, limpeza de bairros, entre outros.