Em debate virtual, ONU Mulheres, especialistas e blogueiras abordam violência contra as mulheres

Uma das prioridades da Plataforma de Ação de Pequim será tratada por olhares diversos: mulher indígena, negra, jovens urbanas, gestão pública e ativismo engajado com a discussão das masculinidades. Debate online será nesta quarta-feira (26/11), das 14h30 às 16h, pelo Google+: http://bit.ly/violencia-mulheres-pequim20

Pequim+20 em Graffiti: áreas temáticas inspiraram blogueiras a dar imagem aos direitos feministas. Foto: ONU Mulheres

Pequim+20 em Graffiti: áreas temáticas inspiraram blogueiras a dar imagem aos direitos feministas. Foto: ONU Mulheres

Nos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, a ONU Mulheres reúne especialistas e blogueiras para discutir formas de violência de gênero e estratégias para o seu enfrentamento.

Estarão em debate: Lei Maria da Penha, políticas de enfrentamento e rede de atenção às vítimas no Brasil, violação dos direitos de mulheres negras, indígenas e jovens, violência nos espaços públicos e domésticos, ativismo feminista na internet e papel dos homens para o enfrentamento à violência contra as mulheres.

Num bate-papo online, o Hangouts Pequim+20: A Violência contra as Mulheres acontecerá, das 14h30 às 16h, desta quarta-feira (26/11) pelo Google+: http://bit.ly/violencia-mulheres-pequim20

O time de especialistas é formado por Braulina Aurora, indígena baniwa e estudante de Ciências Sociais da Universidade de Brasília; Marcos Nascimento, pesquisador da Fiocruz e um dos fundadores da Rede de Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres; e Rosangela Rigo, secretária-adjunta de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR).

O trio será entrevistado por duas blogueiras: Djamila Ribeiro, jornalista, pesquisadora e integrante do Blogueiras Negras; e Juliana de Faria, jornalista, criadora do blog Think Olga e integrante da ação Chega de Fiu Fiu.

Ao vivo, perguntas e comentários poderão ser postadas na página de Eventos do Google+ da ONU Mulheres e respondidas pelo grupo de especialistas e pelas blogueiras. A ação faz parte da campanha global Pequim+20 “Empoderar as Mulheres. Empoderar a Humanidade. Imagine”, que tem como objetivo revisar a Plataforma de Ação de Pequim e reforçar os compromissos internacionais para o enfrentamento às desigualdades de gênero.

Conheça abaixo o grupo convidado para debater Pequim+20: A Violência contra as Mulheres:

  • Braulina Aurora: estudante de Ciências Sociais e integrante da diretoria de Acadêmicos Indígenas da Universidade de Brasília (UnB). Amazonense, é da etnia baniwa. Foi secretária da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro, com atuação em favor dos direitos territoriais e de saúde dos povos indígenas.
  • Marcos Nascimento: psicólogo e doutor em Saúde Coletiva, um dos fundadores da Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG), pesquisador da Fiocruz, professor do curso de Psicologia da Unisuam (RJ). Membro do comitê técnico do BRIDGE (Development and Gender Initiative) do Institute of Development Studies (IDS) da Sussex University (UK).
  • Rosangela Rigo: secretária-adjunta de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres da Presidência da República, é psicóloga de formação.

E confira as blogueiras feministas:

  • Djamila Ribeiro: filósofa, mestranda em Filosofia na Universidade Federal de São Paulo com estudos sobre teoria feminista e relações raciais. Blogueira, escreve para o Blogueiras Negras e o Escritório Feminista da Carta Capital.
  • Juliana de Faria: jornalista formada pela PUC-SP, criadora do Blog Think OLGA e integrante da campanha Chega de Fiu Fiu.