Em bate-papo online, UNESCO discute desafios da alfabetização no mundo digital

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Em um mundo em que 750 milhões de adultos ainda são analfabetos e cerca de 264 milhões de crianças e jovens estão fora da escola, como as novas tecnologias digitais podem ajudar a ampliar o acesso à aprendizagem e a melhorar a qualidade da Educação?

O “Hangout UNESCO: Os desafios da alfabetização em um mundo digital” busca responder essa e outras perguntas. A conversa acontece na quarta-feira (13), às 14h30, no canal da UNESCO no Brasil no YouTube, no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Alfabetização, celebrado anualmente 8 de setembro.

UNESCO promove debate online sobre desafios da alfabetização no mundo digital. Foto: EBC/Lars Plougmann (Creative Commons)

UNESCO promove debate online sobre desafios da alfabetização no mundo digital. Foto: EBC/Lars Plougmann (Creative Commons)

Em um mundo em que 750 milhões de adultos ainda são analfabetos e cerca de 264 milhões de crianças e jovens estão fora da escola, como as novas tecnologias digitais podem ajudar a ampliar o acesso à aprendizagem e a melhorar a qualidade da Educação?

O “Hangout UNESCO: Os desafios da alfabetização em um mundo digital” busca responder essa e outras perguntas tendo como pano de fundo a Recomendação sobre Aprendizagem e Educação de Adultos (2015).

A conversa online acontece na quarta-feira (13), às 14h30, no canal da UNESCO no Brasil no YouTube, no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Alfabetização, celebrado anualmente 8 de setembro.

Os convidados do hangout são Timothy Ireland, coordenador da Cátedra de Educação de Jovens e Adultos da UNESCO e professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Jane Paiva, professora da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); e, Daniele Vieira, especialista do Instituto de Aprendizagem ao Longo da Vida (UIL) da UNESCO, em Hamburgo, na Alemanha.

Os interessados podem participar do debate enviando perguntas para p.selveira@unesco.org, colocando “Hangout UNESCO” no assunto do e-mail.


Mais notícias de:

Comente

comentários