Eleições são um marco para a consolidação da paz no Timor-Leste, diz Conselho de Segurança

Em comunicado de imprensa, os membros do Conselho elogiaram as autoridades eleitorais nacionais e todos os responsáveis pela gestão bem sucedida das eleições.

Segundo turno das eleições presidenciais no Timor-Lesta ocorrem sem nenhum incidente. (ONU / Bernardino Soares).O Conselho de Segurança saudou na quarta-feira (25/04) o segundo turno das eleições presidenciais no Timor-Leste classificando o pleito como “um marco importante para a consolidação da paz e estabilidade” no país, bem como um reflexo do compromisso do seu povo com a democracia e o Estado de Direito.

Em comunicado de imprensa, os membros do Conselho elogiaram as autoridades  nacionais e todos os responsáveis pela gestão bem sucedida das eleições, incluindo a Polícia Nacional (PNTL), “por seu papel na garantia de um ambiente ordenado e calmo durante todo o processo eleitoral. ”

Em 16 de abril, Francisco Guterres enfrentou José Maria de Vasconcelos, após a primeira rodada da votação que foi realizada no dia 17 de março. Segundo a imprensa, os resultados eleitorais decretaram Vasconcelos como novo presidente do país.

Os membros do Conselho também manifestaram o seu apreço pelo apoio prestado pela Missão Integrada da ONU no Timor Leste (UNMIT) durante o processo eleitoral. Eles também disseram que aguardam com expectativas a realização das eleições parlamentares no dia 7 de julho.