Eleições municipais na Palestina são adiadas; ONU elogia decisão

Elogiando decisão sobre o adiamento das eleições municipais na Palestina, o coordenador especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov, pediu na terça-feira (4) que todos os palestinos trabalhem juntos para resolver as diferenças internas e defender a democracia. As eleições foram prorrogadas para 8 de outubro.

Coordenador especial das Nações Unidas para o Processo de Paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov. Foto: ONU / Devra Berkowitz

Coordenador especial das Nações Unidas para o Processo de Paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov. Foto: ONU / Devra Berkowitz

Elogiando a decisão sobre o adiamento das eleições municipais na Palestina, o coordenador especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov, pediu na terça-feira (4) que todos os palestinos trabalhem juntos para resolver as diferenças internas e defender a democracia.

As eleições foram prorrogadas para 8 de outubro.

“É do interesse do povo palestino que, quando as eleições ocorrerem, sejam organizadas tanto na Cisjordânia quanto em Gaza”, disse Mladenov.

No início de agosto, o vice-coordenador especial para o Processo de Paz no Médio Oriente anunciou que estava animado com os preparativos para as eleições na Cisjordânia ocupada e em Gaza – as primeiras eleições simultâneas em uma década.

“As eleições locais, realizadas em conformidade com as normas internacionais, devem contribuir para promover a reconciliação palestina baseada nos Princípios da OLP [Organização para a Libertação da Palestina], bem como para acabar com a ocupação e estabelecer um Estado palestino democrático e unificado, como parte das negociações de solução entre os dois Estados”, observou Mladenov.