Domingo (25), haitianos escolherão novo presidente; ONU elogia continuidade do processo democrático

As eleições retomam o ciclo eleitoral, iniciado em agosto. Haitianos vão às urnas também para renovar o parlamento, cujo mandato expirou em 12 de janeiro de 2015. Além disso, prefeitos e outros representantes locais serão eleitos.

O primeiro turno das eleições legislativas acontecerão em agosto de 2015. Foto: MINUSTAH/Logan Abassi

O primeiro turno das eleições legislativas acontecerão em agosto de 2015. Foto: MINUSTAH/Logan Abassi

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e a representante especial da ONU para o Haiti, Sandra Honoré, parabenizaram nesta quinta-feira (22) as preparações para o segundo turno das eleições legislativas e o primeiro turno da eleição presidencial que acontecerão neste domingo (25) no país.

A conclusão com o sucesso do ciclo eleitoral permitirá a substituição completa do parlamento do país, cujo mandato terminou em 12 de janeiro de 2015, e representará a segunda transferência de poder de um presidente democraticamente eleito para outro na história do país.

Honoré, que também exerce a função de chefe da Missão de Estabilização da ONU no Haiti (MINUSTAH), sublinhou a importância de não permitir que atos violentos comprometam o processo democrático e pediu que todos os haitianos exibam seu compromisso com a democracia e a estabilidade do país.

Durante o primeiro turno das eleições legislativas, celebradas em agosto, foram registrados alguns incidentes de violência. Honoré afirmou que a Polícia Nacional haitiana, junto aos efetivos policiais e militares da MINUSTAH, estarão presentes cumprindo sua missão de proteger os cidadãos e os eleitores durante a jornada eleitoral.

Ban também pediu a todos os partidos políticos, candidatos e apoiadores que concluam suas campanhas de forma pacífica, resolvendo qualquer disputa que tenha surgido através de procedimentos jurídicos. Também pediu às autoridades haitianas que levem à justiça qualquer autor de violência intencionada a tentar prejudicar o processo democrático.

Após a conclusão do ciclo de eleições, uma Missão de Avaliação Estratégica Integrada será enviada ao país caribenho para realizar recomendações sobre a permanência da Missão da ONU após outubro de 2016, quando seu mandato será encerrado. Os resultados das eleições da 50ª legislatura haitiana assumirá o cargo no dia 12 de janeiro e a posse do novo presidente acontecerá em 7 de fevereiro de 2016.