Doadores prometem mais de 500 milhões de dólares para operações do ACNUR em 2015

Os fundos serão usados para atender cerca de 43 milhões de pessoas forçadamente deslocadas ou apátridas em todo o mundo no próximo ano.

Refugiadas no campo do ACNUR em Dadaab, Quênia. Foto: ONU/Evan Schneider

Refugiadas no campo do ACNUR em Dadaab, Quênia. Foto: ONU/Evan Schneider

Nesta terça-feira (9), os países doadores prometeram uma contribuição inicial de 500,8 milhões de dólares para a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) atender cerca de 43 milhões de pessoas forçadamente deslocadas ou apátridas em todo o mundo em 2015.

Enfrentando múltiplas emergências em larga escala no Oriente Médio e África, o ACNUR apresentou um orçamento de 6,23 bilhões de dólares para 2015 em sua conferência anual sobre o tema, o maior orçamento anual já apresentado pela agência. Embora o compromisso assumido pelos doadores para 2015 seja inferior ao de 2014 (671,6 milhões de dólares), o valor anunciado hoje é um indicativo vital para a agência se planejar e executar suas operações sem interrupção.

O Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, agradeceu aos doadores pelo apoio expressivo e imediato, mas alertou para a crescente diferença entre as necessidades humanitárias e os fundos disponíveis. “Hoje, mais do que nunca, as pessoas estão fugindo de guerras, violência e perseguições. Emergências na Síria, na República Centro-Africana e no Sudão do Sul estão se transformando em prolongadas situações de deslocamento, colocando o sistema de financiamento humanitário mundial à beira do colapso”, disse Guterres. “Precisamos de recursos adicionais e mais previsíveis para financiar essas emergências”.

Guterres também agradeceu o apoio dos países que acolhem refugiados e reconheceu: “a tremenda pressão que a presença massiva de refugiados exerce em recursos locais, serviços públicos e infraestrutura. É preciso mais apoio estrutural e de desenvolvimento para ajudar as comunidades a receber refugiados fugindo de guerras e da violência.

O ACNUR recebe apenas uma pequena contribuição anual do orçamento regular das Nações Unidas e seus programas são quase inteiramente financiados por doações voluntárias de governos ou doadores privados. Nos últimos cinco anos, as necessidades de financiamento mais do que dobraram à medida que o número de pessoas forçadamente deslocadas continua aumentando.

Para 2014, o ACNUR ainda precisa de 6,6 bilhões de dólares para prestar assistência e buscar soluções para milhões de refugiados, deslocados internos e apátridas. Deste total, a Agência recebeu até agora 3,19 bilhões, menos da metade do que é necessário. O montante recebido permite ao ACNUR cobrir a maior parte das necessidades básicas destas pessoas, como água, saneamento, saúde e abrigos temporários. No entanto, não é suficiente para promover importantes atividades de longo prazo, como treinamento vocacional, meios de subsistência ou educação secundária.

Mais informações podem ser encontradas no “Global Appeal 2015”, disponíveis em http://www.unhcr.org/ga15/index.xml


Comente

comentários