Doação voluntária de sangue aumenta na última década, afirma OMS em Dia Mundial

Cerca de 108 milhões de doações de sangue são recolhidas no mundo inteiro. Mais de metade é coletada em países de alta renda, que abriga 18% da população do mundo, afirma a OMS.

Técnicos de um banco de sangue em Hanoi processam as doações. Foto: Banco Mundial/Dominic Chavez

Técnicos de um banco de sangue em Hanoi processam as doações. Foto: Banco Mundial/Dominic Chavez

No Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado anualmente em 14 de junho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) faz uma chamado para a necessidade crescente de doação de sangue voluntária, para salvar milhões de vidas, anualmente, em todo o planeta.  A diretora-geral da agência da ONU, Margaret Chan, incentivou os países a obterem o fornecimento para seus bancos de sangue através de doadores voluntários, que não recebam nenhuma remuneração por esse serviço.

Como o tema, “Obrigado por salvar a minha vida“, as comemorações do Dia Mundial lembram que as doações voluntárias no mundo cresceram na última década e 73 países contam atualmente com 90% dos materiais de seus bancos de sangue obtidos mediante doações voluntárias.

Cerca de 108 milhões de doações de sangue são recolhidas no mundo inteiro. Mais de metade destes são coletadas em países de alta renda, que abriga 18% da população do mundo.