Distrito Federal incorpora metas da ONU a políticas públicas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, assinou na segunda-feira (13) decreto que institui o Grupo de Trabalho para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Com a medida, o governo incorpora a Agenda 2030 ao planejamento de políticas públicas do DF. Metas incluem erradicação da pobreza, redução das desigualdades e crescimento econômico.

Com grupo de trabalho sobre os ODS, governo pretende alinhar políticas públicas à Agenda 2030 da ONU. Foto: Governo do Distrito Federal

Com grupo de trabalho sobre os ODS, governo pretende alinhar políticas públicas à Agenda 2030 da ONU. Foto: Governo do Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, assinou na segunda-feira (13) decreto que institui o Grupo de Trabalho para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Com a medida, o governo incorpora a Agenda 2030 ao planejamento de políticas públicas do DF.

Metas incluem erradicação da pobreza, redução das desigualdades e crescimento econômico.

Na cerimônia de assinatura do termo, também foi anunciada a ampliação da cooperação técnica entre o poder público do DF e os organismos da ONU. Objetivo é garantir a implementação da agenda da ONU a nível regional.

“Os ODS são de todas e todos. Com o monitoramento, podemos identificar a tempo qualquer problema, para que possamos resolver pendências e para que as entregas sejam feitas à população de Brasília”, afirmou Rollemberg.

Para o coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, as metas das Nações Unidas podem integrar políticas nacionais e regionais. “Os ODS oferecem uma plataforma de diálogo entre vários atores, em torno de temas comuns. É indispensável o alinhamento de políticas, programas sociais e ações governamentais para o desenvolvimento regional”, afirmou durante o evento.

“Hoje, a família das Nações Unidas e seus parceiros se fortalecem ao adquirir mais um instrumento para concretizar a tarefa conjunta de tornar o desenvolvimento sustentável e inclusivo uma realidade na vida de todas e todos”, acrescentou Fabiancic, que elogiou a iniciativa do governo do Distrito Federal.

Outras unidades federativas do Brasil — Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e São Paulo — também já contam com comissões, formadas por decretos estaduais, responsáveis por alinhar políticas públicas à Agenda 2030 da ONU.


Mais notícias de:

Comente

comentários