Disputas tribais em Darfur do Sul preocupam Missão Conjunta da ONU e União Africana

A Missão Conjunta de Paz da União Africana – Nações Unidas em Darfur está acompanhando de perto a situação e pede aos líderes que evitem novos confrontos que possam gerar mais violência, morte e deslocamentos.

Pastores guiam o gado para beber água em uma fonte fornecida pela UNAMID em um campo para pessoas deslocadas internas em Darfur do Sul. Foto: UNAMID/Albert González Farran

Pastores guiam o gado para beber água em uma fonte fornecida pela UNAMID em um campo para pessoas deslocadas internas em Darfur do Sul. Foto: UNAMID/Albert González Farran

A Missão Conjunta de Paz da União Africana – Nações Unidas em Darfur (UNAMID) expressou nesta quinta-feira (16) profunda preocupação com os relatos de aumento de tensões e confrontos entre as tribos Reizegat e Habaniya em Al Sunta, a 150 quilômetros de Nyala em Darfur do Sul.  Em 14 de julho várias fontes relataram que a violência já havia deixado dezenas de mortos e causado feridos em ambos os lados. As disputas foram supostamente iniciadas por um incidente de roubo de gado, quando as tribos mobilizaram seus combatentes.

Em um esforço para acalmar a situação, a UNAMID instou “os líderes e membros de ambas as tribos a exercer o máximo de cautela, engajar em diálogo significativo para resolver suas disputas e conter-se de todos os atos que possam levar a uma maior intensificação da violência, perda de vidas e potencial deslocamento de pessoas inocentes.”

A Missão está monitorando de perto a situação para receber mais detalhes, incluindo a causa verdadeira do choque entre as tribos e o número de fatalidades.