Diretora do Programa Mundial de Alimentos visita refugiados sírios na Jordânia e no Líbano

Ertharin Cousin dedicou três dias para identificar as necessidades dos sírios que buscam abrigo nos países vizinhos. Ele anunciou que irá ampliar os esforços de ajuda.

Ertharin Cousin fala com mulheres refugiadas sírias em uma cozinha criada pelo PMA no campo de refugiados de Zaatari, na Jordânia. Foto: PAM / Abeer EtefaEm visita à Jordânia, a Diretora Executiva do Programa Mundial de Alimentos (PMA), Ertharin Cousin, informou hoje (9) que a entidade e seus parceiros estão intensificando seus esforços para ajudar os refugiados sírios, que continuam a crescer em número e já passam de 380 mil.

“A situação humanitária está evoluindo diariamente e temos de garantir que somos capazes de continuar a satisfazer as necessidades alimentares das pessoas afetadas pelo conflito”, disse Ertharin Cousin, durante a visita ao campo de refugiados de Zaatari.

Zaatari foi a última parada de uma viagem de três dias ao Líbano e à Jordânia, em que Cousin avaliou as crescentes necessidades humanitárias dos refugiados sírios nos países vizinhos. Esta também foi a sua primeira visita oficial à região desde que assumiu seu posto como chefe do PMA, em abril.

O PMA lançou uma operação de emergência regional para cobrir as necessidades alimentares de sírios que fugiram para o Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia, e pretende ajudar 460 mil pessoas até o final do ano.