Diálogo político apoiado pela ONU é único caminho para a paz, declaram participantes do processo na Líbia

Após última rodada do diálogo político líbio, facilitada pelas Nações Unidas, participantes reiteraram sua convicção neste processo para pôr fim ao conflito no país. Grande adesão de líderes políticos gerou otimismo de que a aprovação formal do acordo político seja concluída em setembro.

Mulheres libanesas em uma manifestação em Trípoli, capital da Líbia, pedindo o desarmamento dos grupos armados em 2013. Foto: UNSMIL/Iason Athanasiadis

Mulheres libanesas em uma manifestação em Trípoli, capital da Líbia, pedindo o desarmamento dos grupos armados em 2013. Foto: UNSMIL/Iason Athanasiadis

A última rodada do diálogo político líbio, facilitada pelas Nações Unidas, foi concluída em Genebra, na Suíça, com as diferentes partes enfatizando a necessidade de definir as agendas partidárias e defender os interesses nacionais mais elevados do país.

“As partes reiteraram sua convicção de que não pode haver alternativa para a paz na Líbia fora deste processo de diálogo, que estabelece o quadro para uma solução política global alcançada através de consenso”, disse um comunicado emitido na última quarta-feira (12) pela Missão da ONU no país (UNSMIL).

As partes expressaram otimismo com o processo de diálogo se aproximando de seus estágios finais. O comunicado destacou a participação de um número de líderes de partidos políticos, anunciando um passo positivo no sentido da convergência dos diversos tópicos do diálogo. A finalização desse processo pode abrir caminho para a aprovação final pelas partes do acordo político da Líbia, seguido por sua aprovação formal no início de setembro.

“Os diferentes líderes políticos presentes nos diálogos sinalizaram que eles agiriam para incentivar atores de segurança relevantes a começar suas consultas com a UNSMIL e fornecer suas ideias sobre como operacionalizar os arranjos de segurança determinados no Acordo Político Líbio”, concluiu o comunicado.