Dia Mundial do Refugiado: ONU adverte que muitos deslocados são incapazes de voltar para casa

Celebrado no último domingo, o Dia Mundial dos Refugiados lembrou que 15 milhões de homens, mulheres e crianças deslocadas devido a conflitos ou perseguição são incapazes de regressar às suas casas.

No Dia Mundial do Refugiado, o Alto Comissário para os Refugiados, António Guterres, visita centro em Damasco, capital da Síria. Foto: ACNUR.A ONU celebrou no último domingo (20) o Dia Mundial do Refugiado, lembrando a governos e indivíduos que 15 milhões de homens, mulheres e crianças deslocadas devido a conflitos ou perseguição são incapazes de regressar às suas casas. O tema deste ano é “Lar” e destaca a necessidade de assegurar que todos os refugiados possam ter um lugar para chamar de lar, seja retornando aos seus lugares de origem, estabelecendo-se no país de acolhimento ou realocando-se num terceiro país.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que os refugiados têm sido privados de suas casas, mas eles não devem ser privados do seu futuro. Em relatório recente, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) registrou um declínio no número de refugiados que são capazes de voltar para casa. Em 2005, mais de um milhão de pessoas retornaram ao seu país voluntariamente. No ano passado, foram apenas 250 mil, o número mais baixo em duas décadas. As razões para isso incluem a prolongada instabilidade no Afeganistão, na República Democrática do Congo (RDC) e no Sudão meridional.

O Alto Comissário para os Refugiados, António Gutierres, apresentou os esforços do ACNUR na busca de soluções e está marcando também o Dia da Síria, que, segundo estimativas do Governo, acolhe mais de 1 milhão de refugiados, sendo a maioria do Iraque. Como Ban Ki-moon, Gutierres ressaltou a necessidade de assegurar que os refugiados tenham um lugar para chamar de lar, de combater os preconceitos contra os refugiados e de fornecer educação.

A Embaixadora da Boa Vontade do ACNUR, Angelina Jolie, passou o domingo no Equador, onde visitou e participou de atividades com refugiados da região e realizou o lançamento do vídeo com sua mensagem para o Dia Mundial do Refugiado (abaixo).

Em honra aos refugiados do mundo inteiro, o edifício Empire State Building, de Nova York, foi iluminado com a cor azul (foto abaixo). Outros cartões postais globais também viraram azuis, incluindo o antigo Coliseu Romano e a ponte sobre o rio Ibar, no Kosovo. As atividades do Dia Mundial dos Refugiados também incluíram exibições de filmes, exposições de fotografia, bazares de alimentos, desfiles de moda, shows e competições esportivas.

 Edifício Empire State de Nova York iluminado de azul em honra aos Refugiados do mundo. Foto: UNHCR